A 15 de setembro a Warner Music Portugal vai disponibilizar em vinil seis dos mais importantes discos da música portuguesa dos últimos 30 anos.

São seis títulos clássicos de artistas que se tornaram sinónimos da música de Portugal pelos palcos por onde passaram – os Madredeus, transportados pela voz gloriosa de Teresa Salgueiro, e Mariza, a voz que rejuvenesceu o Fado. Cinco destes álbuns fazem agora a sua primeira aparição em vinil; o restante é uma raridade há longo tempo fora de catálogo.

30 anos depois da revelação pública dos Madredeus com os seus primeiros concertos em 1987, quatro títulos do grupo que se tornou no embaixador da música portuguesa nos anos 1990 surgem ou ressurgem em vinil.

O Espírito da Paz foi originalmente publicado em 1994 e inclui êxitos como “Vem (Além de Toda a Solidão)”, “Ao Longe o Mar” ou “Os Senhores da Guerra”. À altura, teve uma tiragem em vinil limitada a 500 cópias, e ressurge agora remasterizado pela primeira vez.

Especialmente dedicados aos coleccionadores, dois outros títulos dos Madredeus agora lançados surgem pela primeira vez em vinil: tratam-se do aclamado álbum de remisturas Electrónico, publicado em 2002, onde a música do grupo foi revista por produtores como Craig Armstrong, Manitoba ou Telepopmusik; e da recolha de êxitos Antologia, lançada em 2000.

Depois dos Madredeus, o testemunho de embaixador da música cantada em português foi indubitavelmente passado à voz notável de MARIZA e à sua interpretação muito pessoal do Fado.

Três dos seus álbuns vêem agora primeira edição em vinil. Fado em Mim, de 2001, foi a estreia da cantora, o disco que tornou Mariza num fenómeno de popularidade em Portugal, incluindo o “ex-libris” “Ó Gente da Minha Terra”. Mundo, de 2015, é o seu mais recente trabalho de estúdio, produzido pelo espanhol Javier Limón e incluindo composições originais de Rui Veloso, Pedro da Silva Fernandes (Deolinda) ou Paulo de Carvalho. Finalmente, o Best Of de 2014 reune três inéditos a 17 êxitos que explicam o porquê da popularidade alcançada por Mariza desde a sua estreia em 2001.

Comentários