“The Gift – Meio Caminho de História” estreou esta quinta-feira, dia 3 de dezembro, no cinema UCI do Arrábida Shopping, em Vila Nova de Gaia.

Com uma sala cheia de fãs, ansiosos para conhecerem melhor os The Gift, lá arrancou, após um ligeiro atraso, o filme que nos viria a mostrar a compilação dos melhores momentos dos The Gift e também alguma da turbulência que houve pelo caminhar deste tempo.

No documentário está presente um turbilhão de emoções: stress, nervosismo, conflitos, vontade de desistir, mas a perseverança, a força de vontade e o acreditar num futuro, tornou a banda de Alcobaça naquilo que são hoje.

Sozinhos, sem editoras, lançaram-se ao leões que é como quem diz ao mundo do trabalho, ao mundo da música. Mesmo quando tudo apontava que nada iria dar certo, lutaram por aquilo que acreditavam e nunca desistiram e são hoje uma das maiores bandas portuguesas da atualidade.

Um documentário diferente de todos os outros, realizado por Nuno Duarte e Guilherme Cabral, que acaba por ser não só o percurso da banda mas uma lição de vida: nunca desistir mesmo quando tudo aponta para que isso seja o melhor caminho.

No final da exibição, a banda falou um pouco com o público e terminou da melhor forma, com um pequeno show case, onde pudemos ouvir “Clássico“, o single de estreia deste novo trabalho.

O documentário será exibido pela SIC este sábado, dia 5 de dezembro à noite.

Nós estivemos à conversa com a Sónia Tavares sobre estes vinte anos e sobre este novo trabalho.

Comentários