O Pequeno Auditório do Theatro Circo recebe “Os Mal Sentidos” no próximo dia 23 de setembro. Uma produção da Máquina Agradável com autoria de Andresa Soares, Matthieu Ehrlacher e Gonçalo Alegria que tem como base a dança contemporânea. Este projeto atravessa áreas como o teatro e os desportos de combate.

“Os Mal Sentidos” é um espetáculo que articula diferentes níveis de tradução ou deslocação de sentidos da realidade de forma a construir uma leitura da atualidade numa espécie de tragicomédia do Presente.

O que poderá ser hoje o processo de construção do mito? Hoje associamos aos media a construção da narrativa mitológica. O modo como é transmitida a informação revela o que “se acredita” ser a articulação do pensamento contemporâneo, reflexo da perceção e tradução da atualidade. Aqui, duas pessoas estão sujeitas a essa linguagem, como uma arma.

Interpretado por Andresa Soares e Matthieu Ehrlacher, no centro desta peça coreográfica está a vida de um casal em constante divergência cuja relação está desgastada pela rotina. Em cena, a relação de ambos desenvolve-se em várias dimensões: ora como espetadores, ora como bailarinos, ora como atores do filme e finalmente como duas pessoas em confronto direto, esquecendo que se encontram em palco.

À semelhança de outros projetos da Máquina Agradável, há neste espetáculo uma tentativa de integração de diferentes comunidades. Neste caso em particular, a integração de desportos de combate que em Braga será representado por elementos da equipa de kickboxing do SCBraga.

Associado a esta apresentação, a 20 de setembro (19h00) terá lugar uma conversa no Theatro Circo Café. Com entrada gratuita, esta iniciativa conta com a presença de Andresa Soares (Direção artística e interpretação “Os Mal Sentidos”), Paulo Brandão (Diretor Artístico do Theatro Circo) e Joana Von Mayer (Coreógrafa, Performer, Pedagoga, Psicologa e fundadora da NuIsIs ZoBoP). A conversa será gravada pela Rádio Universitária do Minho (RUM).

Esta será a primeira de um ciclo de conversas que procuram juntar os criadores dos espetáculos e outros convidados que, pela sua experiência, acrescentam uma visão muito particular sobre a temática do projeto.

O espetáculo tem início marcado para as 21h30. Os bilhetes podem ser adquiridos em www.theatrocirco.bol.pt, na bilheteira do Theatro Circo, lojas Fnac e estações CTT aderentes e custam 12 euros (Cartão Quadrilátero: 6 euros).

Comentários