Coimbra comemorou juntamente com os Anaquim, um percurso activo de 10 anos de música. O Convento São Francisco acolheu mais de mil pessoas.

Ao seu lado, nesta comemoração esteve um elenco muito especial. Ao longo dos três álbuns que constituem a discografia de Anaquim, a banda dirigiu convites para dueto a algumas vozes bem especiais do panorama musical português, que agora voltaram a dizer “sim” e a marcar a estar presentes para assinalar esta data. Ana Bacalhau, Luísa Sobral, Jorge Palma e Viviane os

Anaquim conceberam um espectáculo com o intuito de transmitir em retrospectiva os momentos mais marcantes da sua existência.

Ana Bacalhau subiu ao palco para interpretar “O Meu Coração” do álbum de estreia “As Vidas dos Outros”. Seguiu-se Viviane para dar vida a “Onde Acaba o Oeste”, tema do álbum “Desnecessariamente Complicado”. Luísa Sobral emprestou novamente a voz a “Há Sempre Qualquer Coisa”, tema de “Um Dia Destes”.

Jorge Palma, o último convidado da noite, voltou a dividir com José Rebola “Apontar é Feio (Desapontar-te é Pior)”, do último trabalho da banda.

O público que encheu o Convento de São Francisco, aplaudiu de pé, saudando a longevidade da banda que viu nascer, naquele que foi o primeiro concerto do resto da segunda década de Anaquim.

Comentários