De 10 de novembro a 12 de dezembro, toda a vida cinematográfica de Manoel de Oliveira será exibida na cidade do Porto.

Em 38 sessões, o ciclo de cinema Grande Plano vai apresentar na cidade Invicta todas as obras do cineasta português Manoel de Oliveira em homenagem ao próprio e afim de dar a conhecer ou a rever todos os filmes por ordem cronológica e nos seus suportes originais no Teatro Municipal do Porto (Rivoli e Campo Alegre), no auditório do Museu de Serralves e no Cinema Passos Manuel.

Esta é uma iniciativa da Câmara Municipal do Porto e co-organizada com a Fundação de Serralves que conta ainda com outros agentes culturais da cidade. Segundo António Preto, consultor do ciclo, “Os que tiveram o privilégio de ser contemporâneos de Manoel de Oliveira terão agora também a oportunidade (e a responsabilidade) de conhecer toda a sua obra, que é de todos e que a todos diz ou dirá respeito.”

No próximo dia 10 de novembro, será inaugurado este ciclo com “Douro, Faina Fluvial” (1931), “Hulha Branca” (1932), “Já se fabricam automóveis em Portugal” (1938) e “Famalicão” (1940), no Auditório de Serralves. Nesse mesmo dia, no Teatro Municipal Rivoli haverá uma mesa redonda sobre a obra de Manoel de Oliveira.

Os bilhetes diários custam 3€ cada e o passe para o ciclo inteiro tem o custo de 30€.

Para saber mais informações sobre este ciclo e ter acesso a toda a programação clique aqui.

Comentários