“Endless” é o título da exposição de Pedro Cabral Santo que estará patente no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, nos primeiros meses do ano. A inauguração está marcada para 27 de janeiro, às 18h00.

No piso 0 do Palácio Vila Flor, o público poderá encontrar um conjunto de obras que Pedro Cabral Santo tem vindo a produzir ao longo da sua carreira. No piso 1, apresentará uma obra inédita, intitulada “Comunidade”, uma instalação/site specific em que presta uma homenagem a várias pessoas que tiveram influência no seu percurso profissional.

Por meio de um conjunto de peças, cuja presença está fora do esquema tutelar da componente economicista da arte, o artista estabelece relações com diferentes tipos de objetos e materiais. Dá prioridade a sentimentos cujos particularismos prosperam em ambientes de relações humanas intensas e poderosamente intimistas. A exposição de Pedro Cabral Santo reflete problemas sobre a finalidade da obra e do papel do artista perante o público recetor.

A sua prática criativa concretiza-se segundo uma honestidade inusitada e uma forma impoluta e íntegra de se posicionar no mundo. A obra não se submete às lógicas do mercado, nem à necessidade de elaborar discursos que a justifiquem e diferenciem das demais, recusando factos e argumentos.

 

“Endless”, de Pedro Cabral Santo, poderá ser visitada até ao dia 21 de abril, no Palácio Vila Flor, de terça a sábado, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00.

Lista de obras

1 – 1990 – 4 chairs, 1 space

2 – 1996 – Oxido (play Europe)

3 – 2002 – Pulizia (omaggio a Piero Manzoni)

4 – 2005 – O Murro de Courbet

5 – 2008 – Sunrise (Deep in my heart I Wish to wash the sun)

6 – 2008 – Ponto Azul

7 – 2008 – 250cm d´amour a Constanti

8 – 2009 – Su Pressione

9 – 2010 – Jumping Jet out of the Sky (Sea of madness)

10 – 2010 – Just a Simple Flower

11 – 2014 – Icaro II (Up, Up into the sky)

12 – 2016 – Água de Alfarroba

13 – 2017 – Pinocchio è malato

14 – 2017 – Comunidade

Comentários