“RUTH”, um filme de António Pinhão Botelho, estreia nos cinemas portugueses a 3 de maio e conta com a participação de Paulo Furtado. O artista vai dar vida a pai de Eusébio.

“RUTH” é o “retrato da sociedade portuguesa metropolitana e ultramarina no início da década de 60”. Foi nesta altura que “Eusébio da Silva Ferreira protagoniza o episódio que faria dele um dos maiores ícones da cultura e desporto portugueses”.

Na música, Paulo Furtado é The Legendary Tigerman e, no cinema, coube-lhe o papel de Laurindo da Silva Ferreira. Isto com o acréscimo emocional de ter acontecido no país onde nasceu, Moçambique.

A par disso, Paulo é ainda o autor da banda sonora original do filme.

 “O Benfica é como o direito romano, já existia antes de ter nascido.”

Em março passado, Paulo Furtado arrecadou então o Prémio Sophia da Academia de Cinema para Melhor Banda Sonora Original. Este feito adveio da colaboração com Rita Redshoes na criação da composição para “Ornamento e Crime”, de Rodrigo Areias.

A forte ligação de Paulo Furtado ao cinema tem sido então manifestamente assumida nas influências que deixa transparecer enquanto músico. Tal tem-se aprofundado assim nas composições de bandas sonoras de filmes como “Estrada de Palha”, “Encontro Silencioso”, “Ornamento e Crime” (recentemente galardoada) ou de “RUTH”.

Comentários