A Orquestra Jazz de Matosinhos estreia-se na Sérvia, dia 30 de outubro, ao lado do pianista João Paulo Esteves da Silva. Convidados para encerrar a 32ª edição do Festival de Jazz de Belgrado, na Dom Omladine, vão apresentar o álbum “Bela Senão Sem”, editado em 2013.

O projecto que junta o pianista de Lisboa, João Paulo Esteves, à big band de Matosinhos, nasceu de uma encomenda da Casa da Música, que deu origem a novos arranjos – da autoria de Carlos Azevedo, Pedro Guedes e do próprio João Paulo Esteves da Silva -, e a um concerto em 2011. No ano seguinte, tocaram no Festival Guimarães Jazz que, em associação com a editora Tone Of A Pitch, possibilitou a gravação do álbum “Bela Senão Sem”.

Este será, asseguram, o maior concerto de jazz de músicos portugueses alguma vez realizado nos Balcãs, com 20 artistas em palco.

Esta viagem a Belgrado vem no seguimento da forte aposta da Orquestra Jazz de Matosinhos na internacionalização da sua música. Recorde-se que 2016 começou com uma viagem a Viena de Áustria onde a big band portuguesa se apresentou na prestigiada Konzerthaus ao lado de Kurt Rosenwinkel. O mesmo com quem fez uma residência de seis dias no mítico clube nova-iorquino Blue Note.

Dia 2 de dezembro, e pelo terceiro ano consecutivo, regressam a Espanha onde se vão apresentar com o pianista Fred Hersch no Voll-Damm Festival Internacional de Jazz de Barcelona. Dois dias depois é a vez da Casa da Música, no Porto, naquele que será o último concerto do ano da Orquestra Jazz de Matosinhos.

Comentários