Texto: Mónica Ferreira
Fotografias: Pedro Raimundo

Foi em 2012 que os Maroon 5 pisaram pela primeira vez solo português para um espetáculo no Rock in Rio. Passados quatro anos, voltaram ao Parque da Bela Vista e com eles 85 mil pessoas (números da organização).

Com os céus a prometerem chuva e mais chuva, não houve quem arredasse pé das primeiras filas para assistir aos concertos de D.A.M.A, Ivete Sangalo e Maroon 5. Com São Pedro a dar uma oportunidade, lá nos manteve mais ou menos secos, prontos a desfrutar dos espetáculos.

Maroon4

Abriram mesmo como “Animals”,  com Adam Levine a espalhar charme e a deliciar-nos com os seus falsestes que lhes são tão característicos, misturados com umas boas guitarradas, seguimos viagem “One More Night” com “Stereo Hearts”, de forma nada “Harder”.

O Parque da Bela Vista, um anfiteatro natural, estava com lotação esgotada mas com as energias carregadas ao máximo e com as vozes bem afinadinhas. Foram várias as vezes que Adam interagiu com o público, agradecendo o carinho que recebe e a constatar aquilo que muitos dizem “vocês são fantásticos”. É verdade, esta não é a primeira vez (nem será a última certamente) que o público português é elogiado pela sua prestação, interação e integração nos espetáculos.

Maroon2

Para terminar a primeira parte do espetáculo, ouviu-se pela Bela Vista “Sunday Morning” e “Payphone”, onde o público não se coibiu de abanar a anca ao mesmo tempo que emprestava a voz para acompanhar o frontman dos Maroon 5.

Já se tinha lido algures pelas redes sociais que Levine estava com alguns problemas de garganta e foram notórios em alguns momentos mas isso não demoveu os fãs de apreciarem o espetáculo e até de o ajudarem nos coros. A verdade é que ele conseguiu pôr o Rock in Rio a uivar nesta noite primaveril fria, com a lua escondida de quando em quando atrás de umas nuvens.

Para o encore ficaram os míticos temas “She Will Be Loved” e Levine e a Bela Vista “Moves Like Jagger”, para terminar com muito “Sugar”.

Maroon1

Comentários