Kelly Lee Owens estreia-se em Portugal a propósito do aniversário do gnration. A produtora e cantora atua a 28 de abril, em Braga, numa festa que conta também com Powell, Surma, Ermo, DJ Fitz.

O programa do gnration open day, dia que celebra o aniversário do gnration, contará com a estreia em Portugal da produtora e cantora galesa Kelly Lee Owens e o regresso do produtor britânico de música eletrónica Powell.

O gnration é o projeto resultante da Braga 2012: Capital Europeia da Juventude e celebra agora o seu quinto aniversário. A 28 de abril, a entrada é livre e haverá várias iniciativas culturais.

Kelly Lee Owens, Powell, Surma, Ermo, Lavoisier, DJ Fitz, Osso e Sinø preenchem o programa de música entre instalações e workshops. O irlandês DJ Fitz encerrará a festa de aniversário do gnration.

Neste dia a entrada no gnration é gratuita.

No que toca a artistas nacionais, Surma apresentará o novo disco, “Antwerpen”. Também o duo Ermo cantará os parabéns ao espaço cultural da sua terra-natal.

Os Osso fundem músicos de Braga de diversos estilos e tiveram a sua estreia em concerto no ano passado, na Noite Branca de Braga, assegurando a primeira parte de Orelha Negra.

Ainda nos nomes nacionais, o programa contará com o concerto do duo Lavoisier, que apresentará o segundo disco “É Teu”. Isto e a performance audiovisual de Sinø, que junta a música da DJ Sininho às imagens de Ivo Teixeira.

No programa de instalações, Antye-Greie-Ripatti, mais conhecida por AGF, dará a conhecer LanguageHack. Esta é uma instalação audiovisual baseada em nanotecnologia e resultante do Scale Travels, um programa que alia arte e nanotecnologia criada pelo Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia.

(INL) e o gnration. A instalação estará patente na galeria INL. Na galeria gnration, o canadiano Nicolas Bernier mostra frequencies (light quanta). É uma instalação de luz e som baseada em possíveis relações conceptuais entre princípios básicos de física quântica.

Na entrada do edifício, Elas Duas terá exposto o baloiço musical “Baloica”. No pátio interior, os alunos do Mestrado de Inovação, Tecnologia e Produção Musical da Berklee College of Music de Valencia, expõem uma experiência visual composta por múltiplos ecrãs.

O 5º aniversário do creative hub será celebrado com um conjunto de iniciativas gratuitas para todas as idades.

A completar o programa, o gnration propõe um conjunto de atividades de serviço educativo. Esta é ma das fortes componentes do programa cultural do gnration que está sobre direção artística do programador Luís Fernandes. Haverá workshops de Live Coding. Esta é uma ferramenta de performance utilizada por diversos músicos. Consiste em alterar o código em tempo real quando um programa está já a correr, ou 0+1=SOM, que desenvolve a capacidade crítica e criativa das crianças através da programação, resultando num software de criação musical original.

O programa do gnration open day integra o programa cultural para o trimestre de abril – junho do gnration, onde constam já dois nomes anunciados. O norte-americano Peter Broderick, atua em Braga a 25 de maio. Broderick apresentará os discos “Partners” (2016) e “All Together Agai”n (2017) ao piano.

Em junho, a 16, Julie Byrne estrear-se-á em Portugal e passará por Braga para dar a conhecer “Not Even Happiness”.

O programa do gnration open day arrancará pelas 10h e encerrará às 4h, dividindo-se por vários espaços do edifício. Os horários e os locais de atuação de cada artista serão revelados em breve.

Comentários