Gal Costa vai passar por Portugal com “Espelho D’Água”, a digressão que celebra os seus 50 anos de carreira. A artista passa pelo Campo Pequeno e pelo Coliseu do Porto a 11 e 12 de novembro, respetivamente.

“Baby”, “Meu bem, meu mal”, “Modinha para Gabriela” ou “O meu nome é Gal”, são alguns dos temas que compõem o alinhamento de “Espelho D’Água”, escolhido a quatro mãos pela cantora e pelo jornalista Marcus Preto, que também divide com Gal a direção do espetáculo. Dois concertos memoráveis, onde Gal Costa revisitará um reportório infindável de canções, que se tornaram clássicos na sua voz, e fazem parte da memória de todos nós.

A tour “Espelho D’Água”, tem sido aclamada pelo público e crítica brasileira e inclui algumas canções inéditas de “Estratosférica”, o seu último disco de originais editado em 2015. Com produção de Moreno Veloso e Alexandre Kassin, este álbum conta com músicas de Antonio Cicero, Milton Nacimento e de alguns dos grandes compositores da nova geração como Céu, Mallu Magalhães ou Marcelo Camelo, que assina o tema “Espelho D’ Água” juntamente com Thiago Camelo.

Apesar das características intimistas do espetáculo, Gal Costa encontra uma sofisticação única na guitarra e no violão de Guilherme Monteiro, conciliando sempre delicadeza com intensidade. Músico que bebe nas fontes profundas do jazz, Guilherme vive em Nova Iorque desde 2000, e tocou e gravou com alguns dos grandes nomes deste gênero musical, como Kenny Werner, Grady Tate ou Ron Carter, entre outros. Guilherme Monteiro integrou, ainda, as bandas Duduka Da Fonseca’s Quintet e Forró in the Dark, além de acompanhar Bebel Gilberto nas suas digressões internacionais.

O regresso da cantora baiana a Portugal acontece no ano em que completa 72 anos de idade. Uma oportunidade única para cantar e celebrar a vida, ao lado daquela que é considerada uma das intérpretes mais carismáticas, de sempre, da MPB.