Numa noite dominada pelo mundo do hip-hop, foi no palco Seat que surgiu o poder feminino com Fever Ray. Desde cedo mostraram gostar de quebrar padrões e desafiar as mentes mais quadradas.

Karin Dreijei subiu ao palco com as Fever Ray ao som de “An Itch”, tema retirado do álbum “Plunge”. Rapidamente levou a plateia a viajar para uma nova galáxia. Falou-se então de histórias – ora politicas ora sociais – transmitindo também mensagens sobre o ambiente com “This Country”.

O circo estava instaurado em cima do palco. Com um fato berrante e sobre um ambiente cerrado e quase masoquista, Karin Dreijer, cantou “IDK About You”.

Para aceder à galeria completa clique aqui.

Numa voz berrante, combinada com tons distorcidos já conhecidos pelo público, a artista sueca voltou então a dar continuidade ao seu projeto a solo que começou em 2007.

No papel de uma personagem aterradora, Karin interpretou temas retirados do seu último álbum “Plunge”, lançado no ano passado. “Mustn’t Hurry” levou a atomosfera eletrizante que se fazia sentir a outro nível.

Em comparação com o seu primeiro trabalho, neste novo álbum mostra então ser mais conflituosa e maníaca, jogando também muito com o poder que a comunicação visual tem.

O alinhamento contou ainda com temas “Wanna Sip” , “If I Had a Heart”, capaz de elevar a tensão daquele concerto e “ To the Moon and Back”, aumentando também ele a energia vibrante e metafórica que se fez sentir naquela noite.


Texto: Rita Pereira
Fotografias: Bruno Ferreira

Comentários