Depois de muitos descobrirem que “Torn”, popularizada por Natalie Imbruglia, ser uma versão, fomos à procura de outros êxitos nos mesmo trâmites.

Nos últimos dias falou-se de Natalie Imbruglia e como afinal um dos seus maiores sucessos, “Torn”, não passa de uma versão de outra canção, editada muitos anos antes. Esta não é a única situação, existem outras tantas canções que não passam de verdadeiras “covers” e nós elaborámos uma pequena lista:

1. Natalie Imbruglia – “Torn”

“Torn” faz parte do álbum “Let of the Middle”, lançado em 1997 e foi o cartão de visita deste disco e da própria artista. Contudo, este tema foi lançado dois anos antes, em 1995, por Ednaswap – uma banda de rock de Los Angeles.

Aretha Franklin2. Aretha Franklin – “Respect”

Aretha Franklin é conhecida da grande maioria das pessoas assim como “Respect” mas a verdade é que este tema pertence a Otis Redding, que gravou esta canção dois anos antes de ser lançada a canção da cantora norte-americana. Um tema que, através da voz de Aretha, fala-nos de marcar posição e das mulheres conseguirem o respeito dos homens enquanto que no original, Otis desfaz-se quase em promessas e num desespero diz que fará de tudo pelas mulheres. Para além disso, na primeira versão deste tema não temos o coro forte que temos com Aretha, não há o mítico “R-E-S-P-E-C-T”.

Cyndi Lauper3. Cyndi Lauper – “Girls Just Wanna Have Fun”

A Miley Cyrus fez uma versão desta canção e foi parte integrante do seu disco “Blackout” lançado em 2008 mas esta (esperamos nós) todos nós já sabíamos que não era um original. Contudo, “Girls Just Wanna Have Fun” foi escrita e gravada em 1979 por Robert Harzard mas apareceu-nos nos tops através da voz de Cyndi Lauper mais tarde em 1983 . Afinal de contas quem é que não se quer divertir?

Soft Cell4. Soft Cell – “Tainted Love”

Em 1981 rebentou “Tainted Love” pela voz dos The Soft Cell mas a verdade é que esta canção é bem mais antiga que isso. Em 1964, Gloria Jones lançou este tema mas, estranhamente, com ela não conseguiu alcançar nenhuma tabela dos tops. Mais tarde, em 2003, esta canção tornou a estar na boca do mundo com a interpretação de Marilyn Manson que fez questão de introduzi-la no seu disco “The Golden Age of Grotesque” e ainda foi, antes de ser editada, parte integrante da banda sonora do filme “Oh Não! Outro Filme de Adolescentes” (2001).

No Doubt5. No Doubt – “It’s My Life”

Os No Doubt lançaram “It’s My Life” como single de apresentação do seu disco com o mesmo título. Como Gwen Stefani estava a gravar o seu álbum a solo na altura, a banda optou por gravar uma versão deste tema em vez de criarem uma nova canção. O original pertence aos britânicos Talk Talk que lançaram “It’s My Life” em 1984.

6. Destiny’s Chlid – “Emotion”

São raros aqueles que não se lembram das Destiny’s Child que explodiram pouco tempo antes ali dos inícios dos anos 2000. “Emotion”, ao contrário do que muitos possam pensar, não é um original da girlsband que o incluiu no seu terceiro disco mas sim de Samantha Sang. Este original de 1978, foi também interpretado pelos Bee Gees nos anos 1990.

7. Björk – “It’s Oh So Quiet”

A versão original inglesa veio até nós através da voz de Betty Hutton em 1951, isto porque não passa de uma tradução de uma canção alemã intitulada “Und jetzt ist es still”. Contudo, é a uma das canções de Björk com mais sucesso desde sempre.

 

Pussycat Dolls8. Pussycat Dolls feat. Busta Rhymes – “Don’t Cha”

“Don’t Cha” esteve em alta em 2005, chegando a atingir os tops das tabelas inúmeras vezes mas a verdade é que o original pertence a Tori Alamaze que gravou este tema um ano antes das Pussycat Dolls. Contudo, nem tudo foi um mar de rosas para Tori que viu o seu contrato cancelado com a sua editora e optou por dar este tema às outras meninas.

Bruce Springsteen9. Bruce Springsteen – “Jersey Girl”

De todas, esta é um verdadeiro ícone da música. “Jersey Girl”, popularizada por Bruce Springsteen, é um original de Tom Waits que a lançou em 1980. Springsteen, para a sua versão que lançou três anos depois, alterou a letra passando de “Whores on Eight Avenue” para “The girls out on the Avenue” – até fica mais composto, não acham? Apesar de algumas pequenas mudanças, Bruce e Tom atuaram juntos na Colombia e cantaram lado a lado esta canção.

10. Whitney Houston – “I Will Always Love You”

Quem é que não conhece Whitney Houston? Todos conhecem como é óbvio (está bem, pode haver um ou outro que não saiba logo à primeira quem é)! “I Will Always Love You” é logo associada à multifacetada artista norte-americana e ao filme “O Guarda-Costas” mas é um original de Dolly Parton de 1974, outro grande nome do panorama musical. Contudo, Whitney não deixou de meter as mãos na massa e deu uma nova vida à canção. Para melhor? Certamente que sim.

Comentários