O programa para a 26.ª edição do Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema já foi revelado. O festival acontece de 14 a 22 de julho.

A Competição Nacional volta então a ser o centro do Curtas Vila do Conde. Reúne o melhor do cinema português produzido entre 2017 e 2018 em matéria de curta-metragem. Os filmes são assinados por cineastas internacionalmente conhecidos e por jovens promessas. A seleção oficial inclui 17 filmes. No total, o festival apresenta 90 sessões de cinema e mais de 200 filmes de 40 países.

A Competição Internacional conta 31 curtas-metragens, entre as quais constam as últimas obras de Ben Rivers e Ben Russell, Bertrand Mandico, Helena Girón e Samuel M. Delgado e João Paulo Miranda Maria.

A Competição Internacional é a janela do Curtas Vila do Conde para o mundo

Num programa mais arrojado e atento à evolução do cinema, a Competição Experimental reúne então 17 filmes em que se destacam os realizadores Matthias Müller, Morgan Fisher, Manuel Knapp e Makino Takashi.

A Competição de Vídeos Musicais, integrada na secção Stereo e dedicada a celebrar a relação entre música e cinema, apresenta uma sessão com o melhor do género a nível nacional. Por fim, a Competição Take One!, este ano alargada a mais seis países europeus, além de Portugal, dedica-se à descoberta daquilo que melhor se faz nas escolas de cinema.

Competição de Vídeos Musicais – Motocycle Boy

O Curtinhas apresenta também uma secção competitiva, dividida em três faixas etárias (M/3, M/6 e M/10). Isto para além de vários workshops e outras atividades didáticas dedicadas aos mais pequenos. “The Incredibles 2: Os Super-Heróis” abre então a secção logo no primeiro dia do festival.

A Solar Galeria de Arte Cinemática apresenta a exposição New Spain.

Sete artistas/cineastas espanhóis apresentarão então instalações site-specific, aliando diversos meios e desafiando as fronteiras entre o cinema e as artes plásticas. A exposição integra ainda três sessões de cinema uma das quais com curadoria de Maria Palácios Cruz e outras duas programadas por Gonzalo de Pedro Amatria.

O festival apresenta ainda uma sessão especial intitulada Produções Curtas que integra os filmes “Rio Entre As Montanhas”, de José Magro, produzido no âmbito do 72 Hour Film Project, do festival Hancheng Jinzhen; “Circo do Amor”, de Miguel Clara Vasconcelos; e “Náufragos”, de Pedro Neves, produzido no âmbito dos workshops da Animar 13.

“Diamantino”, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes marca então o arranque do Curtas e da secção Da Curta à Longa. Esta inclui também os filmes “Le Monde est à toi”, de Romain Gavras; “The Green Fog”, de Guy Maddin; Evan Johnson e Galen Johnson; e ainda “Un couteau dans le coeur”, de Yann Gonzalez.

A convite do Curtas, o realizador francês apresentará então uma carte blanche intitulada Midnight Madness Avant-Garde.

Comentários