Bryan Adams foi o cabeça de cartaz do primeiro dia do MEO Marés Vivas 2022. Com um recinto a rebentar pelas costuras, não houve quem ficasse indiferente.

Passavam poucos minutos das 23h, quando Bryan Adams subiu ao Palco MEO. O espetáculo arrancou com “Kick Ass”, do novo trabalho do artista, mas não sei antes nos dizer “eu sou o vosso cantor esta noite”, num português irrepreensível.

Com um repertório de luxo, escolhido a dedo, foram várias as vezes que andámos num “cá e lá”, numa viagem entre o presente e o passado. “Heaven”, “Here I am”, “Please Forgive Me” e a intemporal “Summer of 69” fizeram as delícias do público.

Bem disposto, sempre de sorriso estampado no rosto, Bryan Adams atirou-se ao público do MEO Marés Vivas com algumas frases na língua de Camões.

O canadiano está no coração dos portugueses e contou com um coro de luxo a 30 mil vozes e muitas das quais fizeram 500 km só para o ver ao vivo e a cores.

O MEO Marés Vivas está de regresso a Vila Nova de Gaia depois de um interregno de dois anos. O antigo Parque de Campismo da Madalena foi então o palco para esta edição do festival.

Texto: Filipa Carvalho

Fotografia: Bruno Ferreira