Em noite de cortejo académico, Ana Malhoa subiu ao palco da Queima das Fitas do Porto para aquecer os estudantes (e não só) com os seus ritmos latinos “calientes” e deixar assim todos preparados para aquele que é o “Padrinho dos Estudantes”, o Quim Barreiros.

A terça-feira da Queima das Fitas do Porto é marcada pelo cortejo académico que tem início algures pelos arredores do jardim da Coordoaria, de tarde, e que se prolonga pela noite dentro até acabar no Queimódromo, em Matosinhos, para o já tradicional concerto do Quim Barreiros. Este ano, Ana Malhoa ficou encarregue da animação da primeira parte da noite e não deixou muito a desejar.

Pouco depois das 23h, os músicos da Ana Malhoa entraram em palco ao mesmo tempo que passava no fundo o videoclip de “Futura”. Com o DJ a preparar todos para a “bomba latina”, já quase todos se estavam a render aos ritmos mexidos. Assim que a cantora portuguesa subiu ao palco o Queimódromo ficou “turbinado”. É verdade, tinha acabado de entrar em palco uma das estrelas da música popular portuguesa, uma cara conhecida de muitos desde a altura do programa de televisão “Buéréré”.

Com um fato bem justo, a evidenciar a boa forma física (e todas as curvas da senhora) dourado, e um casaco de cabedal preto com “Futura” bordado nas costas, Ana Malhoa começou a aquecer a noite de terça-feira noite (já de si quente) com alguns temas do seu novo disco.

Depois de meia dúzia de temas, faz-se silêncio no recinto e a plateia entoa, em uma só voz, “Ana Malhoa”. Ela não esconde a emoção, de lágrimas nos olhos, ao receber tanto carinho do povo portuense. Na verdade, a cantora confessou que era um prazer estar na Queima das Fitas do Porto até porque sempre foi uma festa da qual ela gostaria de fazer parte. Assim, 2016 ficará marcado na vida da artista, afinal de contas estava a realizar um dos seus desejos.

Em cima de uns saltos com uma altura generosa, Ana Malhoa manteve-se sempre equilibrada (mas em todos os sentidos!), e fartou-se de percorrer o palco de uma ponta à outra. O que ela queria (e o facto é que conseguiu) era alcançar o maior número de fãs com o olhar, com as suas canções. Ninguém ficou indiferente e, quer graças à Ana Malhoa, quer graças a uns copinhos a mais, o público já estava bem preparado para o sr. Quim Barreiros.

This slideshow requires JavaScript.

Comentários