Wiz Khalifa e Martin Garrix fecharam a segunda noite do MEO Sudoeste. Entre charros e confetes, a noite de quinta-feira foi animada levando todos os festivaleiros a concentrarem-se na frente no palco.

Depois de Josef Salvat e Virgul chegou a altura de Wiz Khalifa subir ao palco. De charro na mão, o cantor e compositor norte-americano foi-nos guiando por uma viagem pelos seus temas mais emblemáticos como “Most of Us”, “Black and Yellow” e “More and More”. Contudo, assim que “Young, Wild & Free” arrancou, os jovens entraram num estado de euforia, aplaudindo de imediato ao meus tempo que gritavam em forma de apreço.

Para muitos, “When I See You Again” era o momento mais esperado da noite e não deixou de ser especial ainda que não tenha contado com a presença de Charlie Puth. Tema dedicado a Paul Walker, ator da saga “Velocidade Furiosa” que morreu num acidente de viação a meio das gravações do sétimo filme.

Wiz Khalifa

Depois de ter pisado palcos de grandes festivais como Coachella, Ultra Music Festival e até mesmo a tão afamada Tomorrowland, Martin Garrix voltou a terras lusas para atuar no palco principal do MEO Sudoeste e fazer vibrar os festivaleiros com o seu EDM.

A plateia, que juntava várias nações, não resistiu às investidas do DJ e produtor holandês que nos trouxe um set explosivo a par e passo de um espetáculo de pirotecnia que transformou a noite da Herdade da Casa Branca em dia.

Martin Guerrix

A 20ª edição do MEO Sudoeste decorre até domingo, 7 de agosto, na Zambujeira do Mar.


Texto + Fotografias: Mónica Ferreira

Comentários