Vodafone Mexefest está aí à porta e o cartaz continua a crescer em diversidade estética e com nomes de diferentes geografias e universos musicais. Hoje anunciam-se mais três convidados: Whitney uma das bandas do momento, o trio feminino KING e a talentosa Joana Barra Vaz.

Fazedores de um rock clássico, os Whitney são apaixonados pelo formato analógico. O disco de estreia, “Light Upon the Lake”, tem um tempero retro, mas que não despreza a inclusão de elementos da pop mais atuais. A gravação de “Light Upon the Lake” contou com a colaboração do líder dos Foxygen, Jonathan Rado. Os Whitney, naturais de Chicago, vêm ao Vodafone Mexefest num registo inédito, para apresentar os seus temas de uma forma mais crua e nua, num ressoar acústico.

As norte-americanas KING são um trio feminino formado por Paris, Amber Strother e Anita Bias. Produzem os seus temas e têm a capacidade de criar um som único e inovador,  reinventando o R&B e a soul com uma pop onírica e levitante. O trio de Los Angeles é um dos mais refrescantes e excitantes projetos da atualidade. Estrearam-se em formato LP em 2016 com “We Are King”, um disco que caiu nas graças de publicações como a Rolling Stone, Pitchfork, NPR, Billboard, The New York Times, SPIN e The FADER. Também já conquistaram o reconhecimento de artistas tão célebres como Erykah Badu, Solange, Nile Rodgers, Sam Sparro, Janelle Monáe ou Questlove.

A portuguesa Joana Barra Vaz é uma das mais talentosas escritoras de canções do nosso país. Apresentou este ano “Mergulho em Loba”, o primeiro longa-duração em nome próprio e a continuação da trilogia “f l u m e” iniciada com o EP “Passeio Pelo Trilho” de 2012. Eletrónica e folk em doses imaculadas e numa harmonia perfeita.

Comentários