Está aqui!
Home > Música > Festivais > Whitney e Angel Olsen trouxeram amor ao NOS Primavera Sound

Whitney e Angel Olsen trouxeram amor ao NOS Primavera Sound

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Whitney e Angel Olsen vieram até ao NOS Primavera Sound 2017 para encher o Parque da Cidade de amor, rock-indie e folk-rock.

O sol brilhava lá no alto já a ameaçar ir embora quando os Whitney subiram ao Palco Super Bock. Eles, que foram a grande revelação do Primavera Club em 2016, fizeram o NOS Primavera Sound recuar algures até à década de 70 e deram-nos, com amor, o seu rock-indie.

No ano passado passaram por Paredes de Coura e Lisboa e conquistaram. O que fizeram esta sexta-feira? O mesmo. Max Kakacek e Julien Ehrlich, os fundadores deste projeto, fizeram renascer “Light Upon The Lake” com “Golden Days” e “No Woman” – esta última ficou guardada para o final.

Não tinham dormido nada a noite passada. Passaram-na entre aeroportos e céus para cá estarem a horas. Eles já têm os seus fãs, sabem quem gosta deles e nós achamos muita piada a estes miúdos de Chicago.

“Dave’s Song” fez parte do alinhamento deste concerto, que duraria cerca de 50 minutos, mas foi com “Polly” que agarraram o Primavera. “Oh, no, no, no, no/ If only we were young/ You’d make me feel hung up”, e os jovens, que compunham a grande maioria do público, fechavam os olhos, absorviam o sol quente deste final de tarde, cantavam e sentiam cada palavra. Curioso, não é?

Vocalista e baterista, Ehrlich desabafou. Contou-nos que adoram o Porto mas que ainda assim, o fraquinho que sentem por Lisboa é ligeiramente maior. A Invicta não se importou. Ou se calhar até sim mas perdoou. Anda cá mais umas vezes e não vais conseguir decidir qual a cidade que preferes.

Para acederes à galeria completa clica aqui.

Vamos jantar? Não, ainda é cedo. Ainda há Angel Olsen ali no palco principal. A sua banda surge-nos em palco toda vestida de igual e a menina Olsen aparece-nos envergonhada, de vestido verde, de sorriso de orelha a orelha.

Com apenas 30 anos, considerada a senhora do folk-rock contemporâneo, trouxe-nos “My Woman”, editado no ano passado, e mais uma vez deu provas do seu aparelho vocal. O público reconhece o talento, aprecia as obras e brinda-as com aplausos e voilà: “You make me blush”. Não vale a pena. As verdades são para serem ditas ou pelo menos demonstradas.

O por do sol deu um toque fino e requintado a este concerto e a cantautora fez-lhe o mesmo. O casamento perfeito entre a melódica voz de Olsen e aqueles raios de sol que douram toda esta envolvência.

Canta-nos “You could end this pain right here”. Ginga, funde-se com a guitarra e transmite-nos toda uma dor interior, uma preocupação, um desespero, uma desilusão. Pode não haver espaço para estas coisas dentro dela mas faz-nos realçar, recuar, o que seja, até estes sentimentos.

“Está um dia fantástico. É tão bom cá estar”, diz-nos entre sorrisos para de seguida nos brindar com a frágil “Sister”. Angel não tem só a voz. Tem a intensidade, tem a expressão, tem a revelação. Ela faz-nos sentir mesmo que não queiramos, mesmo que estejamos deitados a aproveitar os últimos minutinhos de sol. Ela sabe conquistar-nos. Ela sabe levar-nos e nós vamos. Sem medos, sem dó nem piedade.

O concerto estava na reta final e Olsen pergunta-nos se pode tocar mais duas. Podes sim. Mais duas, mais três, mais quatro, mais aquelas todas que quiseres e te deixarem. Nós queremos, nós precisamos. Sabes porquê? Porque és a banda sonora ideal para este final de tarde solarengo no Parque da Cidade.

Para acederes à galeria completa clica aqui.


Texto: Mónica Ferreira
Fotografias: Bruno Ferreira

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X