A 17 de setembro o Campus de Campolide da Universidade Nova de Lisboa recebe um festival diferente: o Supernova. Uma iniciativa de âmbito cultural que pretende trazer a cultura e os novos talentos portugueses para o mundo universitário e atrair novos públicos para o espaço universitário.

Das 16h às 2h, a Universidade Nova vai encher de música, teatro, fotografia, arte urbana, cinema, gastronomia, oficinas, sessões de terapia com muito humor à mistura, visitas guiadas, talks sobre temas improváveis e ainda uma aula aberta de Bollywood para centenas de pessoas no relvado central.

A produção do festival está a cargo da Associação Gerador, responsável pelos afamados eventos Trampolim Gerador que ocorrem a cada três meses em bairros típicos de Lisboa, em conjunto com os SASNOVA.

Segundo o Reitor da Universidade Nova de Lisboa, António Rendas, a Nova tem tido sempre a inovação como um dos seus pilares em tudo o que faz e sentimos, por isso, que chegou o momento de trazermos uma disrupção ao conceito de festival universitário. E queremos chamar toda a população a participar, já que a Universidade é de todos.”.

Este é um evento que não é exclusivo aos jovens universitários, pelo que a Universidade convida todos a a visitarem o histórico edifício da Faculdade de Economia (Nova SBE) ou mesmo o premiado prédio da Reitoria.

A Supernova incluirá o Festival NOVA Música, que se realiza no Campus de Campolide desde 2012, e por onde já passaram bandas como Diabo na Cruz, Noiserv, B Fachada, Capitão Fausto, D’Alva, Pontos Negros, Salto ou Memória de Peixe.

 

Comentários