Está aqui!
Home > Música > Queima das Fitas do Porto arranca com 2nd Floor e James Arthur

Queima das Fitas do Porto arranca com 2nd Floor e James Arthur

James Arthur
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

O primeiro dia da Queima das Fitas do Porto 2017 ficou marcado pela já habitual Monumental Serenata na Avenida dos Aliados e pelos espetáculos dos 2nd Floor e de James Arthur no Queimódromo.

Na madrugada de sábado para domingo arrancou mais uma edição da já habitual e afamada Queima das Fitas do Porto. A par da Monumental Serenata, o Queimódromo abriu as portas para algumas centenas de pessoas que não só foram assistir ao concerto dos 2nd Floor – banda vencedora do XV Concurso de Bandas de Garagem da FAP – mas também guardar um lugar para o espetáculo que se seguia, o de James Arthur.

Abrir a primeira noite de Queima é um pouco injusto para os artistas que lá vão fazer as honras da casa, principalmente para os primeiros a pisar o palco do Queimódromo. Contudo, e apesar de terem uma quantidade reduzida de público, os portugueses 2nd Floor deram o pontapé de saída sem medos. Trouxeram-nos um punhado de canções e energia para dar e vender. Vasco Gama, vocalista e guitarrista, esteve durante todo o espetáculo a puxar por nós e conseguiu aquecer-nos bem para o já tão conhecido James Arthur.

Para acederes à galeria completa clica aqui.

James Arthur esteve pelo Porto, a propósito da Queima das Fitas em 2015 e este ano retornou à mui nobre Invicta. O concerto arrancou com “Back From The Edge” para depois fazer de cada um de nós um verdadeiro “Prisioner”.

Depois de um desfilar de êxitos, estava na hora de nos brindar com um dos temas que é bastante apreciado pelos fãs “Impossible”. O Queimódromo ganhou coragem e cantou ao lado de James Arthur. “Quem é que está bêbado aqui?”, perguntou-nos e o público – ébrio ou não – respondeu com gritos e aplausos e ouviu-se “Sober”.

Outro momento bastante apreciado pela plateia, que já estava muito mais bem composta, foi quando começaram os acordes de “Rockabye”, um original de Clean Bandit que junta Sean Paul e Anne-Marie, que James fez questão de dar o seu cunho.

Depois desta maratona de cerca de 45 minutos, a banda saiu de palco e retornou para o já habitual encore que arrancou com “Can I Be Him”, o seu novo single. Ainda que tenha conquistado e bem o público, a verdade é que, assim que começamos a ouvir este tema, vem-nos de imediato à memória “I Miss You” dos velhinhos Blink 182. Com melodias idênticas, refrões poderosos, diria que a originalidade aqui não foi muita. Aliás, basta ouvir uma e outra canção e as semelhanças são bastante notórias.

Para fechar o palco principal do Queimódromo com chave de ouro, James Arthur deu-nos de bandeja “Say You Won’t Çet Go”. Nesta altura o recinto estava todo iluminado com os telemóveis da plateia que gravaram esta atuação do início ao fim.

A Queima das Fitas do Porto 2017 continuou este domingo (7), com David Carreira e Virgul.

Para acederes à galeria completa clica aqui.


Texto + Fotografias: Mónica Ferreira

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X