Está aqui!
Home > Destaques > “A Quatro Mãos”: Fernando Bonassi é o mais recente nome confirmado

“A Quatro Mãos”: Fernando Bonassi é o mais recente nome confirmado

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

De 12 a 15 de outubro acontece em Cascais uma edição de “A Quatro Mãos”. Fernando Bonassi falará sobre a recém-criada Casa dos Roteiristas, centro de criação e desenvolvimento de séries.

A duas semanas do arranque do “A Quatro Mãos” – Encontro de Escrita para Cinema e Televisão em Português, o evento apresenta mais um orador convidado: Fernando Bonassi, escritor, dramaturgo e guionista brasileiro que conta com uma longa carreira no mundo do cinema e televisão. A realizar-se entre 12 e 15 de outubro, em vários espaços de Cascais, o “A Quatro Mãos” conta com um programa recheado de palestras, Q&A’s, debates, workshops e uma masterclass, reunindo grandes nomes nacionais e internacionais do audiovisual, como Paulo Morelli, James Bonnet, Jô Bilac ou Valentín Fernández-Tubau.

Como desenvolver séries de sucesso?

Fernando Bonassi vai orientar a palestra “Séries brasileiras e suas características”, abordando a narrativa televisiva, mas também cinematográfica. O momento tratará, em especial, do recente nascimento das séries brasileiras – os seus aspetos formais, narrativos e universos temáticos – e explicar quais as diferenças com a telenovela, um género brasileiro “global” por excelência.

A intervenção do escritor, dramaturgo e guionista vai ainda destacar o trabalho que está a ser feito na recém-criada Casa dos Roteiristas, no Rio de Janeiro, como centro de criação e desenvolvimento de séries, e de onde tem saído boa parte do material produzido no Brasil neste momento.

Fernando Bonassi – nascido em 1962, em São Paulo, no Brasil – é autor de diversas obras literárias de relevo, entre elas o livro de contos “São Paulo/Brasil” e o livro infantil “Declaração Universal do Moleque Invocado”, ambos finalistas do Prémio Jabuti, e o romance “Luxúria”. No cinema, destacam-se os roteiros de “Os Matadores”, de Beto Brant; “Estação Carandiru”, de Hector Babenco; “Cazuza”, de Sandra Werneck e Walter Carvalho; e “Lula O Filho do Brasil”, de Fábio Barreto. Bonassi ganhou ainda a bolsa de artes do DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio), tendo passado o ano de 1998 a trabalhar em Berlim.

Em parceria com Marçal Aquino para a Rede Globo de Televisão criou e desenvolveu as séries “Força – Tarefa”, “O Caçador”, “Supermax” e “Carcereiros”. Foi ainda colunista do jornal Folha de São Paulo, entre 1997 e 2006.

Ferndo Bonassi substitui João Emanuel Carneiro no “A Quatro Mãos”, que, por motivos profissionais, não poderá marcar presença no evento. A primeira edição do projeto tem produção executiva de Paulo Trancoso e coordenação geral de Patrícia Vasconcelos, que partilha a direção de projeto com Rui Vilhena e Edson Athayde. As inscrições estão abertas e podem ser efetuadas através do site do projeto: http://aquatromaos.pt.

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X