Depois de terem passado este ano pelo VOA, os Insomnium vão passar pelo Hard Club e RCA Club a 9 e 10 de abril de 2018, respetivamente, acompanhados pelos Tribulation.

Os Insomnium, oriundos da Finlândia, ao longo das últimas décadas estabeleceu-se como porta-estandarte da tendência no novo milénio. Os autores do aplaudido «Winter’s Gate» não chegam, no entanto, sozinhos a Portugal, fazendo-se acompanhar pelos suecos Tribulation que, entretanto, terão editado o aguardado sucessor do incontornável «The Children Of The Night», um dos melhores álbuns de 2015 no espectro da música extrema.

Criados há exatamente duas décadas, os Insomnium são hoje líderes e fieis representantes de um som que, durante os anos 90, fazia de Gotemburgo o seu solo mais fértil. Foi, de resto, para chegar à primeira divisão do género que o quarteto muito tem trabalhado ao longo dos anos. Nascidos já fora de época, em 1997 os metalheads já viviam num mundo pós-«The Jester Race», «The Gallery» e «Slaughter Of The Soul», os músicos finlandeses pegaram nas regras básicas do género e, reinventando a roda da N.W.O.S.D.M., entre 2002 e 2016, fizeram uma sequência de sete álbuns a que ninguém, que goste deste tipo de som, poderá apontar o dedo.

Emergindo da escuridão do movimento underground sueco em 2004, os Tribulation mostraram-se ao mundo como uma banda de death metal, mas afastaram-se rapidamente do que era já uma tendência lotada, revelando uma visão intransigente da música extrema, que recusa ser algemada por quaisquer estereótipos de estilo.

Editado em 2009, o exultante álbum de estreia «The Horror» recuperou o espírito de mestres tão antigos como os Morbid Angel, enquanto soava absolutamente fresco, numa combinação contagiante de death, thrash e heavy metal que lhes valeu elogios. O sucessor «The Formulas Of Death», de 2013, viu-os expandirem o seu vasto leque de referências, resultando em 75 minutos de música negra e épica, com toques progressivos e cinemáticos.

Nada poderia, no entanto, ter preparado os seus seguidores para o enorme salto que deram no espaço de apenas dois anos. Editado em 2015, «The Children Of The Night» estabeleceu-os como um dos mais aventureiros projetos saídos do movimento escandinavo na última década e foi alvo de ótimas reações, sendo mencionado como um dos melhores discos do ano no espectro da música extrema.

Os bilhetes para o concerto custam 25€, à venda nos locais habituais

Comentários