A terceira temporada de “Patrulha Pata” estreia no Canal Panda na próxima segunda-feira, dia 9 de outubro. Serão mais 26 episódios transmitidos de segunda a sexta-feira.

“Patrulha Pata”, o verdadeiro fenómeno de popularidade que o canal trouxe para Portugal, onde já conquistou milhares de fãs. Esperam-se mais 26 episódios para ver todos os dias, de segunda a sexta-feira, às 7h30, 14h00 e 19h30, e ao fim-de-semana, às 7h30 e 14h00, que prometem fazer as delícias dos mais pequenos.

Após a estreia das duas primeiras temporadas no Canal Panda, chegam agora novos episódios da Patrulha mais divertida da televisão! Os heróis preferidos das crianças estão sempre prontos para resolver todas as missões de salvamento e estes novos episódios não são exceção.

Nesta temporada, as aventuras e o espírito de missão continuam. Para estes heróis, todos os desafios são importantes e para superar, sendo que a coragem e o espírito de equipa estão sempre presentes em todas as tarefas.

“Patrulha Pata” foi a série mais vista no Canal Panda em 2016 e promete continuar a deslumbrar os mais pequenos com a estreia inédita em Portugal da terceira temporada a partir de 9 de outubro.

Criada por Keith Chapman, autor do sucesso da animação “Bob, o Construtor”, a série de animação “Patrulha Pata” (Paw Patrol, no original) resulta de uma coprodução norte-americana e canadiana, criada para o público pré-escolar, que mostra as peripécias de um rapaz e de seis cães que são verdadeiros super-heróis, envolvidos nas mais variadas peripécias num lugar chamado Baía da Aventura.

A “Patrulha Prata” é uma série educacional, protagonizada por seis cães heróicos – Chase, Marshall, Rocky, Zuma, Rubble e Skye – liderados por um menino de dez anos chamado Ryde, cujo maior atributo é o seu conhecimento em tecnologia, um ponto-chave para trabalhar em equipa.

Com uma mistura única de habilidades para resolver problemas, veículos fantásticos e muito bom humor canino, a brigada de cães mais valente da televisão nacional trabalha conjuntamente em missões arriscadas de resgate para proteger a comunidade.

Comentários