Está aqui!
Home > Música > Concertos > Orelha Negra enormes nos 20 anos do Hard Club

Orelha Negra enormes nos 20 anos do Hard Club

Orelha Negra
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Os Orelha Negra marcaram presença na celebração dos 20 anos do Hard Club no sábado, dia 16 de dezembro. A banda trouxe o seu mais recente trabalho ao Porto.

Por entre linhas de códigos e mensagens ocultas, os Orelha Negra levaram-nos de viagem para o seu mundo, com ponto de partida na Sala 1 do Hard Club, celebrando os 20 anos deste icónico espaço nortenho. O novo álbum, “Orelha Negra III”, é mais um pretexto para este público ser brindado com um concerto que prometia muito.

O quinteto abre com “Viva Ela”, estreado no segundo disco “Orelha Negra II” de 2012. Enquanto a projeção nos mostra códigos e mensagens ocultas, que a nossa viagem estaria prestes a começar, o swing deste tema vai integrando o público na ambiência do grupo. Segue-se “OST”, do mais recente álbum, com picos de intensidade tão saborosos, demarcados pela profundeza da tarola de Fred Ferreira.

A banda passa depois por “Rawbeauty”, à medida que cada vez mais cabeças faz abanar. E eis que chega “Ready”, que arranca com samples de um coro gospel que são absolutamente arrepiantes. Mas isso é apenas o início daquele que é um dos mais marcantes temas deste novo álbum, que recomendamos vivamente aos leitores.

Para acederes à galeria completa clica aqui.

Com projeções graficamente espetaculares e cativantes, cria-se uma envolvência especial que ainda nos leva para a introspeção transparecida pelo grupo. Mas tudo sempre tão intenso, com a pujança de Francisco Rebelo (baixo) a acompanhar a potência e intensidade de Fred Ferreira (bateria). Foram elementos transversais a todo o espetáculo. João Gomes tenta passar despercebido com a enorme subtilidade das suas teclas, mas num estilo muito próprio. Este é mais um elemento fundamental deste excelente concerto. Já Sam The Kid e DJ Cruzfader fazem mexer os corpos e agitar as cabeças, ao ritmo das sonoridades versáteis que nos trazem.

Até ao final do concerto, mostraram mais deste novo disco, com “Skylab”, “Duas Caras”, “Santa Ela” e “A Sombra”, até que regressam a “M. I. R. I. A. M.”, um dos temas mais conhecidos do grupo. Este foi um dos momentos altos da noite.

“Parte de mim” é o último tema da noite. Também a estrear no novo disco, naquele que pareceu um fim prematuro de um concerto de enormíssima qualidade, que apenas pecou por curto, com pouco mais de 1 hora. No entanto, certamente que em breve o público portuense terá direito a um espetáculo maior para apresentar ainda mais de “Orelha Negra III”. We are ready: Queremos mais!

Para acederes à galeria completa clica aqui.


Texto: Pedro Beires
Fotografias: Bruno Correia

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X