Está aqui!
Home > Destaques > O Sol da Caparica revela 15 artistas confirmados para a 4ª edição do festival

O Sol da Caparica revela 15 artistas confirmados para a 4ª edição do festival

Sol da Caparica
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

A organização d’O Sol da Caparica anunciou, em conferência de imprensa, 15 artistas que artistas que irão marcar presença na 4ª edição do festival.

António Zambujo, Best Youth, Bispo, Carlão, Bonga, Carlos do Carmo, Criolo, Dealema, Djodje, HMB, Mafalda Veiga, Manel Cruz, Mariza, Matias Damásio, Regula, Sam Alone e Xutos e Pontapés são alguns dos artistas confirmados para O Sol da Caparica.

A quarta edição do festival, que terá lugar entre 10 e 14 de agosto, foi o pretexto ideal para reunir uma série de artistas na Casa da Cerca, em Almada, com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Almada, Joaquim Judas, de vários membros do executivo e também de muitos dos artistas que integram o cartaz da edição de 2017.

Em conferência de imprensa, Joaquim Judas, presidente do executivo almadense, usou da palavra para salientar “o bom investimento na nossa cultura” que representa O Sol da Caparica: “um bom investimento na nossa língua, inclusivamente apreciado por outras capitais da língua portuguesa”, como fez questão de frisar, depois de uma apresentação aplaudida do evento numa reunião que recentemente teve lugar em Luanda. “Um grande festival da Lusofonia que se realiza em Almada para todo o país e para o mundo”, concluiu Joaquim Judas.

Já António Miguel Guimarães, o diretor artístico do festival, começou por avançar os números de um festival absolutamente singular: “45 artistas, 500 músicos, artistas que vêm de cinco países, fazem d’O Sol da Caparica uma proposta diferente! “São 1300 trabalhadores que erguem o festival, incluindo 250 voluntários que são uma força fundamental para estes quatro dias de cultura”, explicou.

“Promovemos a cultura urbana na sua diversidade de disciplinas, a musica, claro, mas também as artes plásticas, com a língua portuguesa a afirmar-se como a matriz de todo o festival, com o vídeo, presente nos duzentos filmes da Monstra, a poesia e a palavra declamada, a dança. É de todas estas formas de expressão que se faz o nosso festival”, salientou António Miguel Guimarães.

“Queremos que seja um espaço em que a língua portuguesa se possa exprimir, mas também noutras línguas como o crioulo ou as línguas de Angola. Isso faz a diferença e a diferença é um dos princípios que fazemos questão de defender”.

“O hip hop, a musica popular, a electrónica, o rock, a soul, a musica para crianças, as musicas africanas. Tudo isso está presente no festival”, explicou-se, apontando o dedo a uma diversidade que explica o sucesso crescente de um evento que cresceu em espetadores em cada uma das três edições anteriores.

“Tudo isto é possível!”, assegurou ainda António Miguel Guimarães, “porque se trata de um festival público, criado para o público, por uma instituição pública, a Câmara Municipal de Almada, que entende o direito das pessoas de terem acesso à cultura.

No final da apresentação houve ainda lugar à estreia do novo single de Carlão, “Viver pra sempre”, que conta com um vídeo rodado nas ruas de Almada. “Foi aqui que eu andei na escola e pisar este palco tem sempre essa responsabilidade acrescida de saber que do outro lado estão alguns dos meus antigos colegas”, explicou-nos o artista.

Este ano há a novidade de criação de um passe para famílias, com os passes individuais a manterem o custo de 35 euros, os bilhetes diários a 15 euros, e os 2 euros no dia da criança. “Um festival único de serviço público!”, concluiu o director artístico d’O Sol da Caparica.

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X