A 24 de novembro, chega às lojas “Who Built the Moon?”, o novo álbum de Noel Gallagher’s Fyling Birds. O disco será apresentado durante uma digressão mundial em 2018.

Em “Who Built the Moon?”, Noel Gallagher reúne cantores e músicos um pouco de todo o mundo ao longo de 11 temas que traçam um retrato ousado do artista como um homem livre. Gallagher e Holmes trabalharam juntos em Belfast e Londres e nestas canções ora se viram para a pop francesa psicadélica, ora abraçam o electro mais clássico, a música soul, o rock, o disco ou a música de dança numa verdadeira aventura musical.

Se os temas mais etéreos, que jogam com a experimentação eletrónica e a spoken word francesa vão ao encontro dos rumores da inquietude de Gallagher, então os temas instrumentais, que carregam uma energia melancólica latente, inspirados nas bandas sonoras da televisão europeia, confirmam-nos. Gallagher compôs pela primeira vez todo o disco no estúdio, trabalhando intensamente no estúdio, num processo de corte e cola acompanhado de Holmes, virando as costas, temporariamente, ao trabalhado solitário em torno da guitarra. A porta do estúdio ficou aberta para Paul Weller (toca órgão em “Holy Mountain”) e Johnny Marr (toca guitarra e harmónica em “If Love Is The Law”), que não só testemunharam, como marcaram este momento crucial na carreira de Gallagher ao participar no seu 10.º álbum de estúdio.

Os resultados são muito entusiasmantes. Desde temas instrumentais hipnóticos, a ritmos influenciados pela música de leste, a autênticas paredes de som cinematográficas, “Who Built the Moon?” é um álbum para o apocalipse.

David Holmes, produtor de “Who Built the Moon?”, diz: “As pessoas vão ficar mesmo surpreendidas. As pessoas adoram o Noel e estão ansiosas para que ele faça um grande disco, arriscado e mais animado – porque muita da música do Noel é mais mid-tempo. Este é bem divertido.”

Para já, ainda só foram anunciados concertos no Reino Unido e na Irlanda, para abril de 2018. As restantes datas, bem como os respetivos bilhetes, estarão disponíveis em www.noelgallagher.com.

O álbum já se encontra disponível em regime de pré-venda.

Comentários