O NOS Alive anuncia as primeiras confirmações para o Coreto by Arruada. Surma, Beatriz Pessoa, Minta & The Brook Trout e Bernardo são os nomes que compõem o cartaz do segundo dia do Coreto by Arruada.

Talento nacional que trabalha nas mais diversas formas musicais é o mote para o dia 13 de julho no Coreto by Arruada. Um dia que reserva uma novidade: concerto surpresa de um artista não anunciado.

SURMA

Débora Umbelino levou o seu projecto solitário de exploração de sons, Surma, até sete países em mais de 150 concertos. Enquanto one woman band, Surma preparou o seu registo de estreia “Antwerpen” como se estivesse num laboratório, observando cada reação sonora de cada nota e de cada instrumento, criando a partir daí.

 

BEATRIZ PESSOA

O EP “Insects” apresentou Beatriz Pessoa. Canções de toada jazz com força jovial e feminina como  “You Know”, o primeiro tema de avanço. Já se apresentou em salas como a Casa da Música e em eventos de relevo um pouco por todo o País.

MINTA & THE BROOK TROUT

Francisca Cortesão veste a pele de Minta há dez anos. “Slow”, lançado no início de 2016, é o terceiro disco da banda e sucede à estreia homónima de 2009 e a “Olympia” (2012). O projecto a solo transformou-se em banda. No coração da qual estão as canções sucintas de Francisca Cortesão e os arranjos minimais de Mariana Ricardo. Em torno deste duo, em gravações e concertos, tem girado um elenco de músicos variado, tanto como membros de Brook Trout como enquanto convidados.

BERNARDO

Nasceu em Londres mas cedo voltou para Portugal. Aos 17 regressou à base. Começou por tocar por tuta-e-meia para entreter o serão da malta dos pubs. Em 2014, foi descoberta por Phil Mazanera (Roxy Music), integrando mais tarde o seu álbum “The Sound of Blue”. Sónia Bernardo – mais conhecida por Bernardo – chamou a atenção de Jools Holland. Fez parte da sua digressão e, pelo meio, lançou o seu EP de estreia, “Tender”.

Comentários