Está aqui!
Home > Música > Festivais > MEO Marés Vivas: Elton John foi o rei da noite

MEO Marés Vivas: Elton John foi o rei da noite

Elton
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

A Praia do Cabedelo recebeu mais uma edição do MEO Marés Vivas. Foy Vance e Kelis foram as primeiras atuações da noite mas foi Sir Elton John que trouxe um mar de gente ao festival.

Às 17h horas, o MEO Marés Vivas abriu as suas portas para receber um público diversificado ou não conseguisse este ia combinar novos e velhos, pais e filhos com os nomes anunciados. Foy Vance foi o primeiro a estrear o palco principal da edição de 2016 e amornou a plateia para o Sir que se seguia: Elton John.

Foy Vance

Para acederes à galeria completa clica aqui.

Com a pontualidade britânica em cima da mesa, Elton John subiu ao Palco MEO dois minutos da hora prevista e deu início ao concerto com “The Bitch is Back”, muito à semelhança daquilo que tem feito na digressão de promoção de “Wonderful Crazy Night”, o último disco de originais lançado em fevereiro deste ano.

“Bennie and the Jets” leva-nos a 19723, “Blues” a 1986 e do nada já estávamos em 2016 com “Looking Up”. Com um alinhamento que englobava o antigo e o novo, não faltaram os clássicos “Rocket Man”, “Daniel”, “Goodbye Yellow BrickRoad” e “Your Song”.

É de conhecimento geral que Elton John tem algum gosto pelo futebol e, assim sendo, dirigiu-se à primeira fila onde pediu emprestada uma bandeira de Portugal que fez questão de erguer e tocar com ela aos ombros, soltando um breve “Champions”.

Remámos até 1970 com “Burn Down The Mission”, uma “rockalhada” à maneira que provou a tudo e todos que o Sir de 69 anos está aí para as curvas.

Para o encore ficaram guardados os temas míticos: “Candle in the Wind” – dedicada homenagem à Princesa Diana – e “Crocodile Rock” que meteu novos e velhos a dançar como se não houvesse amanhã.

Havia muita gente que rumou até à Praia do Cabedelo com a esperança de ouvir “Can You Feel The Love Tonight” mas o artista inglês não lhes fez a vontade mas não deixou de ser um espetáculo bastante forte, com cerca de 20 temas no alinhamento e duas horas de música non stop. Querido Elton John, nós conseguimos sentir tudo.

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X