Matosinhos vai receber a 13ª edição do simpósio internacional Computer Music Multidisciplinary Research, que decorre até 28 de setembro.

Depois de São Paulo (2016), Plymouth (2015), Marselha (2013), Londres (2012), Bhubaneswar (2011), Málaga (2010), Copenhaga (2007, 2008 e 2009), Pisa (2005), Esbjerg (2004) e Montpellier (2003), cabe a Matosinhos acolher a 13ª edição do simpósio internacional Computer Music Multidisciplinary Research. Co-organizado pelo INESC TEC e pela Orquestra Jazz de Matosinhos, o CMMR que acontece no Salão Nobre dos Paços do Concelho e no CARA – Real Vinícola, integrando o programa do 20.º aniversário da OJM.

Sob o tema “Music Technology with Swing”, este simpósio é um dos principais eventos mundiais dedicados à investigação multidisciplinar na área da música electrónica e conta com a apresentação de artigos científicos, música e demonstração de tecnologia musical. Peter Vuust (Aarhus University, Dinamarca, Margaret Schedel (Stony Brook University, EUA), Amílcar Cardoso (Universidade de Coimbra, Portugal) e Carlos Guedes (New York University Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos) são alguns dos especialistas que marcam presença nestes quatro dias de intercâmbio.

Além do programa científico, o simpósio conta ainda com concertos, a ter lugar na Real Vinícola, o futuro espaço da OJM. A big band de Matosinhos, além de co-organizadora do evento, torna-se no primeiro ensemble residente do simpósio, juntando-se-lhe o Quarteto de Cordas de Matosinhos, alguns solistas convidados, uma orquestra de altifalantes e a banda Heartbreakers 7tet.

Recorde-se que a OJM e o INESC TEC (Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência) têm colaborado regularmente no desenvolvimento do projecto CARA-Centro de Alto Rendimento Artístico.

Comentários