Está aqui!
Home > Música > Concertos > Hip hop de Dillaz e reggae de Dub Inc inundam Queimódromo

Hip hop de Dillaz e reggae de Dub Inc inundam Queimódromo

Dillaz
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

A Queima das Fitas do Porto continua e, para a terceira noite, ficaram guardadas as atuações do português Dillaz e dos franceses Dub Inc.

Em 23h e o recinto ainda estava pouco povoado. Com os estudantes (e não só) espalhados pelas inúmeras barraquinhas, aos poucos e poucos foram rumando junto à frente do palco principal do Queimódromo para darem início a uma noite ao som do hip hop de revolta de Dillaz e sua crew.

Veio com cerca de meia hora de atraso mas assim que pisou o palco juntamente com os seus companheiros, foi um tal ligar o turbo até porque estava prometida uma viagem por alguns dos discos do rapper português.

“Puta ou Levas Bem”, abriu as hostilidades desta segunda-feira (8) e com o lema “Paga Pra Ver”, Dillaz quis fazer de cada um de nós o verdadeiro “Protagonista” deste concerto. Sempre a puxar por nós, “A Sonhar Nesta Vida”, o português e companhia colocaram “Pedras no meu Sapato” para se reverem num “Reflexo” que viria “Melhorar com o Tempo”.

Nesta altura o público da Queima das Fitas do Porto já estava mais centrado junto ao palco. Apesar de um “Estou Bem”, a verdade é que eram muitos aqueles que estavam aqui de propósito para assistir ao espetáculo de Dillaz.

Aqui não houve um “Caminho Errado”, esta era a certeza das primeiras filas que tinham as canções todas na ponta da língua, assim como o rapper que gritou a plenos pulmões pelo Porto (cidade) que ecoou por todo o recinto na voz dos fãs.

“Querida Já Não Dá”, depois do hit “Agarra Que É Ladrão”, Dillaz só pedia que “Não Sejas Agressiva” – outra que conseguiu elevar o apreço do público ao seu expoente máximo para nos dar “Falas de Má Língua”.

Estamos no Porto “carago” e o que o público da Invicta pede é “Cria Atividade”, que é como quem diz “põe-nos a mexer que nós tratamos do resto e fazemos uma perninha de coro”.

A atuação do rapper terminou com “Saudade” – algo que deixou certamente aos fãs ainda mais um pouco afincadamente visto que não houve lugar para o já tão habitual encore.

Para acederes à galeria completa clica aqui.

Depois de uma breve pausa, estava na altura dos embaixadores do reggae francês entrarem em palco, os Dub In. Naturais de Saint-Étienne deram início ao espetáculo provocando uma verdadeira “Revolution” no Queimódromo.

Num jogo “Dos a Dos”, tiveram uma conversa cantada connosco num “mano a mano” ou não tivesse o público a língua francesa bem apurada.

Apesar de nos dizerem que o melhor era “fugir” (“Better Run”), o que não queríamos era desaparecer nem que este concerto terminasse tão cedo.

Os franceses fizeram do recinto uma “Crazy Island” de onde surgia do meio do público várias “fumarolas” – A “Maria Joana” não podia faltar à festa, não é?!

Aqui não havia nenhum “Murderer”, nem nenhum “Rude Boy”, apenas e só no alinhamento que fora escolhido para esta noite. “They Want” proporcionar-nos bons momentos, com boa música e emanar as “positive vibes” características do reggae.

A primeira parte do espetáculo dos Dub Inc terminou com “Fils de” e com um Queimódromo a proclamar e propagar a paz e o amor. O encore iniciou com “Tout Ce Qu’Ils Veunent” até porque “No Matter” o que possam dizer, as sonoridades do duo francês “Sounds Good”.

De dia para dia tem-se notado um aumento significativo de público e o Queimódromo tem sido um verdadeiro salão de baile.

A Queima das Fitas do Porto 2017 prosseguiu esta terça-feira com o já habitual Cortejo Académico durante a tarde, e à noite com os concertos de 4 Mens e o afamado padrinho da malta estudantil, Quim Barreiros.

Para acederes à galeria completa clica aqui.


Texto: Mónica Ferreira

Fotografias: Bruno Ferreira

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X