Helder Guimarães, o português Campeão Mundial de Magia com Cartas, regressa a Portugal com “Retrato Clandestino”, o seu novo espetáculo, que estreia no Teatro do Bairro, em Lisboa, de 9 a 12 e de 16 a 19 de fevereiro. De 22 a 26 sobe ao palco do Teatro do Bulhão no Porto, onde se apresentou, também, em 2016, com sala cheia.

Helder Guimarães, que aos 33 anos já arrecadou dois Óscares da Magia, é o único português com o título de campeão mundial, em mais de 70 anos de história da Federação Internacional de Sociedades Mágicas.

“Retrato Clandestino” reflete acontecimentos dos últimos anos da vida do mágico, em que, além das suas atuações como performer, desempenhou também funções de consultor, a nível mundial, nas mais diversas áreas.

Um espetáculo onde as histórias se misturam, indubitavelmente, com a destreza manual de Helder Guimarães que aborda, entre outras coisas, a sua participação numa investigação policial. O enigma envolve o roubo de uma obra de arte desaparecida em segundos, sem deixar rasto, e constitui um episódio peculiar integrado no centro desta narrativa multidisciplinar, onde o engano psicológico e as ilusões de ótica se fundem para criar uma experiência única em palco.

É nesta experiência que o público é convidado a participar ativamente e a navegar pelos bastidores das ilusões e da mente humana.

De produções cinematográficas de Hollywood, a jogos ilegais em Hong Kong, muito será revelado, pela primeira vez, em “Retrato Clandestino”.

Comentários