“Graça – suite teatral em três movimentos” faz uma viagem pela obra de Graça Morais, com a ajuda das palavras do italiano António Tabucchi. A peça estará em cena de 12 a 20 de fevereiro no Teatro Carlos Alberto (Porto).

Para o Teatro da Garagem, “Graça significa nome, deusa, elegância, dom, amizade, estima”. Por isso mesmo, a companhia lisboeta construiu um espetáculo à volta da vida e obra de Graça Morais que traz agora até ao Teatro Carlos Alberto (TeCA), entre os dias 12 e 20 fevereiro. Integrada na iniciativa “Teatro da Garagem x2” promovida pelo Teatro Nacional São João (TNSJ), “Graça – Suite teatral em três movimentos” é guiada pelas notas da pintora e pelas palavras de António Tabucchi.

A peça, concebida e encenada por Carlos J. Pessoa – diretor artístico do Teatro da Garagem –, propõe três movimentos distintos sobre a obra de Graça Morais. O primeiro diz respeito aos sentidos na abordagem estética e que permitem perceber como é que a artista se apercebe do mundo. Os sentidos refletem, assim, a força e poesia do trabalho de Graça Morais que é profundamente original e alheio a tendências e modas.

O ponto de partida do segundo movimento da peça é um texto teatral que António Tabucchi escreveu sobre uma pintura particular de Graça Morais. A obra estabelece um paralelo com as migrações contemporâneas para o continente europeu e os “fantasmas dos náufragos de Lampedusa, com o arame farpado da Hungria, com as multidões acocoradas em Lesbos”. Diz o encenador que este movimento “agrega, no mesmo plano, a má consciência da Europa, a sua impotência, a sua cobardia e a sua indiferença” para lidar com o refúgio e o abandono.

Graça – Suite teatral em três movimentos” termina com o desaguar no atelier da pintora onde se espreitam os sucessivos gestos expressivos e políticos onde tudo começa.

A peça, estreada no ano passado, é uma coprodução entre Teatro da Garagem, Teatro Municipal de Bragança e TNSJ e pode ser vista na quarta-feira, às 19h00, de quinta-feira a sábado, às 21h00, e no domingo, às 16h00. Os bilhetes têm o preço único de 10 euros.

Comentários