O Indie Music Fest revela mais cinco nomes que enchem o seu cartaz da melhor música portuguesa. Desta vez, quem se junta à festa são Ganso, Ditch Days, Ghost Hunt, Whales e Desligado, passando, assim, a fazer parte do manto de tendências da música nacional anualmente levantado pelo Indie Music Fest.

Depois de receber pela segunda vez o prémio de Melhor Micro-Festival em Portugal, o Indie Music Fest promete aos festivaleiros mais indie do país muita arte, performances e, acima de tudo, a melhor música portuguesa alternativa da atualidade. Estes nomes juntam-se aos já confirmados Salto, Savanna, Galgo, Riding Panico, Basset Hounds, The Walks, Pussywhips, Granada, Indio Kurtz, Wild Apes, Solution, MUAY, Pixel82, e Jesse, mas ainda há surpresas bombásticas por desvendar.

O(s) GANSO(s) não têm medo do bosque! Vindos de Lisboa, estes amigos de infância são as aves raras que em bom português nos fazem chegar uma das melhores surpresas do rock nacional fresquinho. Saíram da mesma fábrica que El Salvador, BISPO ou Modernos e o seu primeiro EP é “Costela Ofendida”, mas diz-se por aí que o primeiro disco não tarda!

Os Ditch Days não censuram nenhum cenário – são urbanos e exóticos ao mesmo tempo, mas achamos que é no Bosque do Choupal que os seus indie rock e dream pop resultarão num espetáculo fora do normal! Chegaram há poucos meses às rádios, mas há já muitos ouvidos sintonizados na banda lisboeta. Depois do EP “Melbourne”, não é difícil criar grandes expectativas para o álbum que está a chegar!

Ghost Hunt são a prova viva de que é possível uma harmonia entre o rock e as máquinas e não escondem as ecléticas influências musicais que seguem. Desde punk e garage rock a techno e shoegaze, a música de Pedro Chau e Pedro Oliveira é altamente sedutora e reanimou o psicadelismo em Portugal. Acreditem, vão fazer-vos nascer de novo em setembro!

Whales: dizem que o seu nome foi escolhido por causa do paralelismo que há entre o processo de composição e o trajeto que a baleia faz no oceano: “É um animal que anda devagar, mas com firmeza”. Entre as novas correntes do vasto oceano da música indie (tanto no rock como na eletrónica) começamos a avistar, cada vez mais perto, um caso sério nas novas bandas nacionais. Acabaram de estrear o primeiro single “Big Pulse Waves” e vão tocá-lo com toda a força em setembro!

Desligado é um verdadeiro homem-orquestra e acha que estamos ligados a demasiadas coisas.

O Indie Music Fest sabe, como ninguém, celebrar a arte nacional e promete encantar o Bosque do Choupal, para que quem o quiser visitar, nos dias 1, 2 e 3 de setembro, se deixe encantar também.

Os passes gerais – com direito a campismo – para a 4ª edição da celebração artística mais independente do país estão disponíveis, ao preço de 25€. Podem ser adquiridos junto dos locais habituais e em www.bol.pt.

Comentários