O Gajo é o primeiro projeto a solo do músico João Morais marcado pelo lançamento do primeiro disco, intitulado “Longe do Chão”.

“Longe do Chão” é um álbum a solo do artista João Morais que conta com 11 músicas instrumentais e que presta homenagem à cidade de Lisboa através das suas sonoridades e melodias que captam o universo nostálgico mas ao mesmo tempo eufórico da cidade.

O primeiro single do disco, “Há uma festa aqui ao lado”, já tem videoclipe lançado e é o tema que serviu de teste ao casamento de ideias antigas com o novo som da Viola Campaniça, instrumento que orienta todo o trabalho d’O Gajo. “A fusão correu bem e o casamento está para durar”, admite o próprio artista.

“Longe do Chão” é um voo sobre nós próprios embalados por uma Viola Campaniça que nos enche como a maré e nos inunda com sentimentos de naufrágio.
Clique na imagem para ver o vídeo de “Há uma festa aqui ao lado”.

Sobre O Gajo:

O Gajo nasce em Lisboa na primavera de 2016 pelas mãos de João Morais com o intuito de ligar a sua música à terra que o viu nascer, Portugal. É assim que surge a relação com a Viola Campaniça, um instrumento de raiz tradicional que faz parte da história centenária e cultural portuguesa.

Também designada por Viola Alentejana, a Viola Campaniça era o instrumento musical usado para acompanhar os célebres cantares à desgarrada, ou ”cantes a despique”, nas festas e feiras do Alentejo.

João Morais é músico desde 1988 e depois de quase 30 anos a tocar guitarras vindas de fora, é num concerto em Beja que conhece a Viola Campaniça. A que traz para Lisboa ganha novas tonalidades afastando-se da linguagem mais tradicional mas mantendo intacta a sua Portugalidade.

As composições d’O Gajo podem soar a fado, mas não são fado, podem soar a música tradicional, mas não são música tradicional, são um híbrido disso tudo e muito mais.

Comentários