Está aqui!
Home > Destaques > Foo Fighters deram o melhor de si ao NOS Alive 2017

Foo Fighters deram o melhor de si ao NOS Alive 2017

Foo Figthers
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Ao fim de seis anos, os Foo Fighters estiveram de volta ao NOS Alive para brindarem os fãs com duas horas de puro rock ancoradas a um desfile de grandes sucessos.

Passavam poucos minutos da meia noite quando os Foo Fighters subiram ao Palco NOS decididos a tornar esta noite em algo memorável. Dave Grohl sabe que já lá vai muito tempo – pelo menos para os verdadeiros fãs – desde a sua última passagem por cá e se calhar foi por isso mesmo que não perdeu tempo e começou logo a atirar-nos com os maiores hits como “All my life”, “Times like this” e “Learn to fly”. Em menos de nada estávamos a passear pelos anos 2000 e com um sorriso estampado no rosto.

“Something from nothing” antecedeu “Pretender” e o frontman avisou-nos logo que esta ia ser uma noite muito longa: “Vamos tocar o maior tempo que conseguirmos e o mais alto possível”. Telemóveis e mais telemóveis, gentes nos ombros de outras gentes, tudo a vibrar e a tornar esta noite inesquecível tanto para a banda como para os festivaleiros.

Dave Grohl, para além de ser um músico com qualidades que estão a mais do que à vista, mostrou-se um verdadeiro mestre do entretenimento quando pousa a guitarra e entra num jogo de troca de bolas com a plateia.

Num medley que continha “Another Ond Bites The Dust” (Queen) por exemplo, apresentou os colegas e amigos de palco: Nate Mandel (baixo), Taylor Hawkins (bateria), Chris Shiflett e Pat Smear (guitarra) e Rami Jaffee (teclado).

“My Hero” foi dedicada a todos os fãs da banda de Seattle e neste preciso momento, as 55 mil pessoas que inundavam o NOS Alive entraram (ainda mais) em êxtase e cantaram numa só voz.Alison Mosshart foi convidada a subir ao palco onde interpretou, num dueto de cortar a respiração, “La Dee Da” que faz parte de “Concrete and Gold” dos Foo Figthers.

Mas a festa ainda não tinha terminado ou pelo menos não podia acabar sem ouvirmos a tão afamada “Best of You” que serviu de power shot a todos aqueles que estavam prestes a render-se ao cansaço e de cama para a poderosa “Everlong” que deu por encerrada a noite de sexta-feira.

Foram duas horas e meia de rock e mais rock, energia e mais energia e todos saíram do recinto de sorriso de orelha a orelha.

O NOS Alive termina este sábado, dia 8 de julho, com Depeche Mode, Imagine Dragons e Kodaline.


Texto: Hugo Sousa
Fotografia: Hugo Macedo | NOS Alive

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X