Está aqui!
Home > Destaques > Festival Vaudeville Rendez-Vous conta com seis estreias nacionais

Festival Vaudeville Rendez-Vous conta com seis estreias nacionais

Vaudeville Rendez-Vous
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

O programa do Festival Vaudeville Rendez-Vous contempla ainda duas estreias absolutas, resultado de coproduções com o Festival, reunindo mais de 70 artistas.

O Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous – o maior e mais influente festival de artes de rua e circo contemporâneo da região norte, promovido pelo Teatro da Didascália – desvendou hoje a programação da sua quarta edição que decorre entre 26 e 29 de julho. Ao longo dos quatro dias, vai ser possível assistir-se a 21 apresentações dos 10 espetáculos programados, entre os quais duas coproduções em estreia absoluta e seis estreias nacionais, reunindo mais de 70 artistas portugueses e internacionais. À semelhança do ano passado, o Festival acontece nos espaços públicos de Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão, municípios que cofinanciam o projeto. Todas as apresentações têm entrada gratuita.

Bruno Martins, diretor artístico do Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous, considera que o evento “coloca as cidades de Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão no centro do desenvolvimento e pensamento do circo contemporâneo”. A programação de 2017 apresenta propostas artísticas que apontam para a descoberta de novas formas de circo contemporâneo, pondo em evidência os projetos de artistas nacionais e internacionais emergentes, mas também de reputadas companhias que já têm o seu trabalho consolidado.

O foco do Festival Vaudeville Rendez-Vous passa também por reinventar os padrões estéticos que normalmente se associam ao circo, através dos espetáculos híbridos que, de forma inovadora, subvertem os aparelhos e técnicas tradicionais. Face Nord, da companhia francesa Un Loup pour L’Homme, é o espetáculo de abertura do Festival. Esta estreia nacional está agendada para dia 26 de julho, às 22h00, na Praça D. Maria II, em Vila Nova de Famalicão.

Internacionalização de circo contemporâneo em Portugal

Pela primeira vez desde a sua criação, o Festival Vaudeville Rendez-Vous promove uma coprodução transnacional em parceria com a associação italiana Sarabanda. Sob a direção de Boris Vecchio – que, no ano passado, integrou o evento – três intérpretes portugueses dão corpo a um espetáculo que procura encontrar um equilíbrio nas atividades humanas. Sentido foi desenvolvido em residência no Festival onde faz a sua estreia absoluta (28 de julho, às 22h00, no Largo Condessa do Juncal, em Guimarães) e segue depois para Turim e Génova, em Itália.

Demudar é a outra coprodução do Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous, desta feita com o recém-criado Instituto Nacional de Artes do Circo (INAC). O espetáculo tem direção artística de Hugo Oliveira e explora a relação entre as artes do circo e do teatro físico com o intuito de encontrar e transpor a singularidade do indivíduo para o espaço performativo. Lira, corda, bolas e massas, monociclo, rola bola, corda bamba, roda cyr e roda alemã, mastro chinês, anéis chineses e straps e pinos são alguns dos instrumentos que serão manobrados pelos alunos do 1º ano do INAC. Demudar faz a sua estreia absoluta a 27 de julho, às 22h00, no Rossio da Sé, em Braga.

Estreias nacionais de reputadas companhias europeias

Outra das novidades deste ano é a parceria estabelecida entre o Festival Vaudeville Rendez-Vous e o CircusNext, uma das mais importantes plataformas internacionais de apoio e acompanhamento a artistas emergentes na área do circo contemporâneo. O evento recebe quatro projetos laureados, sendo três deles estreias nacionais: Face Nord, Landscape(s)#1 – da companhia francesa Cie La Migration – e Ex-Aequo, um trabalho que resulta da união dos belgas e holandeses Circus Katoen.

Tanto Landscape(s)#1 como Ex-Aequo podem ser apreciados, pela primeira vez em território nacional, no dia 27 de julho, às 19h00: o primeiro na Avenida da Liberdade, em Braga; o segundo no Parque da Juventude, em Vila Nova de Famalicão. No mesmo dia, mas às 22h00, no Largo da Oliveira, em Guimarães, estreia-se Piti Peta Hofen Show, uma criação alemã e espanhola da companhia LPM que junta o músico e cozinheiro Andreas e o acrobata e motorista Hannes para juntos fazerem malabarismo.

Já a Praça D. Maria II, em V. N. de Famalicão (22h00), recebe o Perpetuum Mobile dos franceses Cie Fred Teppe, um espetáculo que mergulha o espectador no mundo visual de um duo de manipuladores de objetos. No último dia do festival, 29 de julho, às 22h00, o Rossio da Sé, em Braga, é o palco da última estreia nacional da programação de 2017. inTarsi, da Compañia de Circo “eia”, transporta-nos para uma atmosfera humorística onde quatro acrobatas investigam a solidão, a partilha e o convívio.

Atividades paralelas para celebrar o novo circo

Paralelamente às apresentações dos espetáculos, o Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous promove três oficinas que se repetem em Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão para experienciar cada um dos três pilares essenciais das artes do circo: malabarismo e manipulação de aparelhos, equilíbrio e acrobacia aérea. Esta iniciativa é orientada pelo INAC e acontece nos dias 27 e 28 de julho, entre as 10h00 e as 13h00, e no dia 29 de julho, entre as 14h00 e as 17h00. A participação é limitada, sendo que as inscrições gratuitas podem ser efetuadas através do site da companhia Teatro da Didascália.

No dia 28 de julho, às 10h00, o Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous promove a segunda edição do Showcase, um momento que a organização considera fundamental na persecução do trabalho que tem sido desenvolvido na promoção e difusão dos artistas nacionais e dos seus projetos, junto de programadores portugueses e internacionais. A inscrição é gratuita e pode ser efetuada através de formulário próprio em www.teatrodadidascalia.com.

Ainda no âmbito das atividades paralelas, o Festival promove o debate “Panorama sobre os modelos de apoio à criação de circo contemporâneo”, com o objetivo de refletir de que forma se pode investir nesta manifestação artística. A decorrer no dia 29 de julho, às 14h00, no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, o momento conta com a participação de Johnny Torres (La Central del Circ, Barcelona), Simon Carrara (Biennale Internationale des Arts du Cirque, Marselha), Koen Allary (Circus Centrum, Gent), Rui Torrinha (delegado nacional do CircusNext) e Lina B. Frank (Circus City, Bristol).

Durante os quatro dias em que decorre o Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous, o público é ainda desafiado a tirar partido do riquíssimo património cultural de Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão, visitando os equipamentos culturais das três cidades. Fundação Cupertino de Miranda, Casa da Memória, Plataforma das Artes e da Criatividade, Museu da Imagem ou Termas Romanas são algumas das sugestões propostas.

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X