Está aqui!
Home > Destaques > Diana Martinez e Xutos & Pontapés: Soul e Rock tomam de assalto Queima das Fitas do Porto

Diana Martinez e Xutos & Pontapés: Soul e Rock tomam de assalto Queima das Fitas do Porto

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

A noite de quarta-feira da Queima das Fitas do Porto estava reservada para Diana Martinez & The Crib e os já “tradicionais” Xutos & Pontapés. Dois concertos que agitaram esta noite com soul e rock.

Diana Martinez, também ela estudante da Universidade do Porto, subiu ao palco da Queima das Fitas do Porto com os The Crib para dar mais a conhecer do seu projeto. Ainda que o repertório seja um pouco desconhecido para alguns, o público não deixou de aplaudir e de vibrar com o soul energético da jovem gaiense.

André Tentugal, dos We Trust, foi o convidado da noite de Diana. Os colegas e amigos juntaram-se no palco do Queimódromo para interpretarem “We Are The Ones”. Este é um dos temas mais conhecidos do público, quero do projeto de André quer de Diana, e poucos foram aqueles que não juntaram as suas vozes às dos cantores.

Para além dos vários originais apresentados, “Why’d You Only Call Me When You’re High?”, dos Arctic Monkeys e “Crazy in Love” da diva Beyoncé, fizeram parte do alinhamento deste concerto.

Os Xutos & Pontapés, que já fazem parte da “mobília” da Queima das Fitas do Porto, ficaram encarregues de terminar a noite. Com 37 anos de carreira, a banda portuguesa sabe sempre escolher o alinhamento para esta que, segundo os próprios, é a “melhor queima do país”.

“Circo de Feras”, “Homem do Leme” e Tim relembra que a última vez que esteve no norte era ainda inverno. De facto, quando as noites de Xutos eram à quinta-feira, era raro o ano em que São Pedro não nos presenteava com uma bela banhoca. Este ano foi diferente: uma noite amena de primavera (mas que já prometia alguma chuva). Seguiu-se uma versão agnóstica de “Se me amas” e estava na hora de, mais uma vez, partir tudo. “Dia de São Receber”, um dos temas que rebenta todos os anos com o queimódromo.

Numa breve pausa, Kalú aproveita para dar um “recadinho” a Pinto da Costa: “Jesus no Porto não”. Estando nós na Invicta, onde a maioria é adepto do FC Porto, escusado será dizer que os fãs foram logo atrás repetir as palavras do baterista.

Contudo nem só de hits antigos foi feito este concerto: “Tu Também”, tema do novo disco, estava incluído no alinhamento e não deixou nada a desejar por parte dos fãs. Mesmo sendo esta uma canção mais recente não foi entrave para que o público vibrasse e cantasse.

A noite de quarta-feira da Queima das Fitas do Porto terminou com chave de ouro: “Minha Casinha”. A banda calou-se e o público emprestou a voz, novamente mas desta vez, fez questão de se ouvir ainda mais.

E para adoçar mais ainda este final de noite, Tim despediu-se com “Até ao São João”. Ainda que não tinha sido anunciado pela Câmara Municipal do Porto, parece que os roqueiros portugueses vão estar de volta ao norte do país, desta vez para animar a noite na Avenida dos Aliados.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X