Está aqui!
Home > Destaques > “Cinco que Voltaram”: Netflix apresenta série documental

“Cinco que Voltaram”: Netflix apresenta série documental

Cinco que Voltaram
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

A Netflix lançou o primeiro trailer da série documental original “Cinco que Voltaram” que estará disponível a partir de 31 de março.

Adaptado do best-seller de Mark Harris e realizado por Laurent Bouzereau, “Five Came Back: A Story of Hollywood and the Second World War” é uma série documental de três capitulos que narra a história extraordinária de como Hollywood mudou a Segunda Guerra Mundial – e, também, de como a Segunda Guerra Mundial alterou Hollywood, através das experiências de cinco cineastas que interromperam as suas carreiras de sucesso para servir o seu país, arriscando a vida e trazendo a verdade de volta aos cidadãos norte-americanos: John Ford, William Wyler, John Huston, Frank Capra e George Stevens.

Para orientar os espetadores através das diferentes personalidades, cruzando cronologias e locais, a equipa de Five Came Back recorreu às vozes de cinco mestres cinematográficos contemporâneos: Steven Spielberg, Francis Ford Coppola, Guillermo Del Toro, Paul Greengrass e Lawrence Kasdan. Meryl Streep, vencedora de Oscar, é a narradora de Five Came Back.

“O cinema é intoxicante desde primeiros dias dos filmes mudos”, diz Spielberg nos minutos iniciais de Five Came Back. “E, desde o início que Hollywood percebeu que, com o cinema, tinha em mãos uma tremenda ferramenta para a mudança.”, acrescenta Coppola, “o cinema na sua forma mais pura podia ser colocado ao serviço da propaganda. Hitler e o seu ministro da propaganda Joseph Goebbels compreenderam bem o poder do cinema para as populações na direção da ideologia difundida.”

Traçando a forma como o patriotismo e a indústria co-existiam lado a lado, assim como o papel desempenhado por Hollywood na mobilização e formação da consciência de uma América dividida, Bouzereau e a sua equipa reuniram mais de 100 horas de filmagens e peças noticiosas em arquivo; visualizaram mais de 40 documentários e filmes de treino produzidos pelos cinco realizadores durante a guerra; e estudaram 50 filmes em versão de estúdio e mais de 30 horas de outtakes e imagens não editadas dos seus filmes de guerra.

“As histórias em Five Came Back ecoam com significado. Hoje em dia ainda vivemos as suas consequências”, diz o realizador Laurent Bouzereau, “Os cineastas, naquela época, tinham a responsabilidade e perceção de que as suas produções seria tomadas como portadoras de verdades. Podemos verificar tal, mesmo em situações que decorrem hoje. Tornou-se claro, enquanto faziamos esta série, que o passado re-emergia em alguns aspectos, inclusivamente quando nos deparávamos com a linha que separa o cinema de entretenimento e o que transporta uma mensagem. E a política é, hoje em dia e mais do que nunca, parte do entretenimento. Acho um ato de coragem que os cineastas, assim como os artistas de hoje, sejam porta-vozes de pessoas que não têm uma plataforma consistente para se fazerem ouvir. ”

“É o mais difícil de transmitir para o público jovem e contemporâneo – mesmo que o entendamos intelectualmente, não compreendemos empiricamente que antes era preciso esperar muito, muito tempo para termos notícias”, diz o argumentista Mark Harris. “Hoje, estamos num contexto e vivemos numa sociedade onde temos cinco maneiras diferentes de saber qual é a notícia do dia. Mas, realmente, estamos noutro universo quando falamos da década de 1940. Havia jornais e rádio, mas visualmente, os filmes eram a única forma de as pessoas terem uma ideia visual da guerra.”

“Five Came Back é uma viagem profunda através da história do cinema, com um olhar abrangente para o papel vital que os contadores de histórias têm durante as nossas épocas mais tumultosas. Esta rara vantagem que testemunhamos hoje em dia, em que titãs do cinema renunciam às suas carreiras lucrativas para abraçarem uma nova forma de cinema – a documental –, em nome do patriotismo, é absolutamente deslumbrante “, diz Lisa Nishimura, VP da Programação Original Documentária da Netflix. “Esta série é um acréscimo à panóplia diversificada de conteúdos da Netflix, o sonho de um cinéfilo, capaz de introduzir a uma nova geração de telespectadores estes lendários realizadores e as suas obras clássicas”.

Em conjunto com o lançamento de Five Came Back, a Netflix apresentará também 13 documentários discutidos na série, incluindo The Battle of Midway, de Ford; The Memphis Belle: A Story of a Flying Fortress, de Wyler; Report from the Aleutians, de Huston; The Battle of Russia, de Capra; Nazi Concentration Camps, de Stevens; e The Negro Soldier, de Suart Heisler.

Realizado por Laurent Bouzereau e com argumento de Mark Harris, Five Came Back é uma produção da Amblin Television, Scott Rudin e IACF Production, em associação com a Passion Pictures e com a Rock Paper Scissors Entertainment. Steven Spielberg, Scott Rudin, Barry Diller, Angus Wall, Justin Falvey, Darryl Frank, Eli Bush, Jason Sack, Linda Carlson, Jason Sterman, Ben Cotner, Adam Del Deo e Lisa Nishimura são os produtores executivos desta série. Bouzereau e John Battsek também desempenham funções enquanto produtores.

Veja aqui o trailer de “Cinco que Voltaram”:

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X