Está aqui!
Home > Destaques > Uma carta de amor à literatura em cena no Teatro Carlos Alberto

Uma carta de amor à literatura em cena no Teatro Carlos Alberto

Teatro Carlos Alberto
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Entre 10 e 19 de novembro, vai estar em cena no Teatro Carlos Alberto, no Porto, A “Grande Vaga de Frio”, com encenação de Carlos Pimenta.

“Para fazer Orlando é sempre necessário uma (ou um) grande intérprete”, referia Carlos Pimenta aquando a estreia de “A Grande Vaga de Frio” – a partir da obra Orlando, de Virginia Woolf – no Centro Cultural de Belém, em outubro. Não terá sido então por acaso que o encenador convidou Emília Silvestre, atriz habituada a monólogos fulgurantes, para uma reinterpretação do texto da dramaturga britânica que reflete sobre temas tão pertinentes como o tempo, a realidade e a ficção, a questão do género e do transgénero, a emancipação da mulher ou a censura ao puritanismo. O espetáculo chega agora ao Teatro Carlos Alberto, podendo ser visto entre 10 e 19 de novembro.

Em “A Grande Vaga de Frio”, o Ensemble – Sociedade de Actores propõe uma nova e mais radical leitura nacional de Orlando, a qual, durante a sua criação, acabou por se emancipar e acrescentar novas possibilidades. A mais longa e encantatória carta de amor à literatura, como expressão do amor à liberdade do palco, põe em cena uma figura camaleónica, sempre jovem, que muda caprichosamente de sexo e identidade: um jovem nobre do século XVI que percorre três séculos, culminando como escritora na própria época de Woolf.

Um texto publicado no início do século XX e que já foi bastante abordado em teatro e no cinema – relembre-se, por exemplo, o filme de Sally Potter (1992), a encenação de Bob Wilson (1989, 1993, 1996) ou a criação cénica de Sara Carinhas e Victor Hugo Pontes (2015), mais recentemente –, Orlando tem bastantes leituras possíveis. Aquela que se apresenta em A Grande Vaga de Frio é, para Carlos Pimenta, “o gosto de poder construir um espetáculo de teatro na expectativa de que o público nele se encontre e dele se aproprie”.

“A Grande Vaga de Frio” é uma coprodução Ensemble – Sociedade de Actores, Centro Cultural de Belém e TNSJ e está em cena na quarta-feira e sábado, às 19h00, na quinta e sexta-feira, às 21h00, e no domingo, às 16h00. A música original é de Ricardo Pinto, os figurinos são de Bernardo Monteiro e o vídeo é da responsabilidade de João Pedro Fonseca. No dia 12 de novembro, às 17h15, está prevista uma conversa pós-espetáculo com Carlos Pimenta, Emília Silvestre, Luís Costa Gomes, Sara Carinhas e Pedro Sobrado. Já a 19 de novembro, a récita tem tradução em Língua Gestual Portuguesa (LGP). O preço dos bilhetes para o espetáculo é de 10 euros.

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X