Está aqui!
Home > Música > Carlão estreia São João na Invicta

Carlão estreia São João na Invicta

Carlão estreia São João na Invicta
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Este sábado, Carlão, ex-Da Weasel, subiu ao palco montado nas Fontainhas para apresentar o seu primeiro disco em nome próprio intitulado “Quarenta”, lançado em finais de Março e marcar assim o início das festividades do São João na cidade Invicta.

Passavam largos minutos da hora marcada quando Carlos Nobre subiu ao palco ao som de “Intro (Quarenta)“, que de forma simples e carinhosa dedica e explica este primeiro disco. Seguiu-se “Entre o Céu e a Terra“, segundo single do álbum e com teaser do teledisco já disponível no canal do Youtube do cantor.

Desde logo que as centenas de pessoas que ali estavam começaram a manifestar o seu apreço pelo cantor e a sua ânsia para ouvirem o single de estreia “Os Tais” mas, não estava para breve.

Não Esperes por Mim“, “Comité Central“, “Topo do Mundo“, “Jam Glue“, “Um Minuto” foram as canções que antecederam o tão esperado tema de lançamento deste disco: “Os Tais“. Com uma primeira fila repleta de “diamantes” e os seus respetivos “produtores”, que não passaram despercebidos a Carlão.

Com Bruno Ribeiro, ex-concorrente de um programa da estação de Queluz, Dj Glue e Gil Pulido sempre ao seu lado, segue-se “Nuvens“, um tema que conta com a participação de Dino d’Santiago na versão original e “Medley 5-30“.

Com Portugal a atravessar momentos difíceis, em plena Era de crise, com a corrupção a vir à “tona de água”, Carlão mostra a sua revolta com “Colarinho Branco“, uma canção feita para todos nós, ou como alguém entoou lá do público, “para o povo” seguida de “Nós“.

Kriola“, um hino à mulher africana, é o tema escolhido para fechar este concerto relâmpago. Uma canção que conta com a voz de Sara Tavares mas que, tal como Dino d’Santiago, não esteve presente na cidade do Porto.

O espetáculo termina com “Os Tais” novamente, mas desta vez o rapper desce do palco e vai em direcção ao público onde põe o microfone para que estes se façam soar nas Fontainhas numa só voz e foi caso para dizer que a missão foi bem sucedida.

Um concerto um tanto ou quanto rápido, não houvesse apenas (ainda) um disco que nos deu a conhecer o hip-hop de Carlos Nobre, onde nos mostra grandes influências do hip-hop americano mas num rap que só ele sabe fazer.

carousel
images not found
Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X