Está aqui!
Home > Música > Festivais > C4 Pedro e Seu Jorge: Um misto de sensações no MEO Sudoeste

C4 Pedro e Seu Jorge: Um misto de sensações no MEO Sudoeste

C4
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

C4 Pedro e Seu Jorge foram o motor de arranque do quarto dia do MEO Sudoeste enchendo o recinto de ritmos africanos e MPB.

Eram cerca das 21h quando C4 Pedro subiu ao Palco MEO para trazer até à Zambujeira do Mar os ritmos quentes africanos. “Spetxa One” foi o tiro de partida do espetáculo e, se até então a frente do palco estava desafogada, do nada as pessoas espalhadas pelo recinto trataram de dar corda aos sapatos e seguiram a voz de C4 Pedro até à zona principal do festival.

A noite fria aqueceu com “Bo Tem Mel”, pondo tudo e todos num “roça roça”, corpos juntos, a dançar ao som do artista angolano. Ainda que estejamos algo habituados a ouvi-lo com certa distorção na voz, e acompanhado de outros artistas, em nada nos caiu mal.

Na verdade, ouvir “Quem Será”, “Tu és a Mulher” e “É Melhor Não Duvidar” de uma forma mais pura e crua, fez com que os dotes de dança dos fãs viessem ao de cima.

Surpreendendo tudo e todos, convida Adi Cudz subiu ao palco e cantou ao lado de C4 Pedro “A2”.

Para terminar, C4 Pedro cantou-nos “Vamos Ficar por Aqui” mas na verdade não ficámos. Continuámos em frente ao palco à espera do já tão nosso Seu Jorge.

c4-Pedro

Seu Jorge, que já esteve por terras lusas este ano algumas vezes, subiu ao palco decidido a acalmar os ânimos e a fazer-nos sentir as suas palavras. Por volta das 22h30 deu início ao espetáculo que, para além de ter um alinhamento composto por grandes sucessos como “Ela é amiga da minha mulher”, “Burguesinha”, incluiu uma versão de “Life on Mars” de David Bowie.

Ainda que para muitos tenha sido um “amornar” de noite, a verdade é que  raro foi aquele que não cantou ao lado de Seu Jorge. Vestido de preto, com uns óculos de sol muito ao estilo de Stevie Wonder, trouxe-nos uma atuação repleta de emoções numa troca de palavras constante entre ele e o público. Quer com as suas canções, quer com os momentos em que parou para dar duas de letra connosco.

Seu-jorge

Depois de duas noites intensas, com misto de estilos e sensações, esta não foi exceção.  Provou que o público está aberto aos demais géneros musicais, adaptando-se bastante facilmente aos estilos. A noite prosseguiu com as atuações de Damian JR Gong Marley e Kura.


Texto: Mónica Ferreira
Fotografias: MEO Sudoeste

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X