Está aqui!
Home > Cinema > 25º Curtas Vila do Conde abre com o novo filme de Aki Kaurismäki

25º Curtas Vila do Conde abre com o novo filme de Aki Kaurismäki

Vila do Conde
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

A edição do 25º aniversário do Curtas Vila do Conde arranca a 8 de julho e “O Outro Lado da Esperança”, de Aki Kaurismäki, será o filme de abertura do festival.

A 25ª edição do Curtas Vila do Conde abre com a antestreia nacional do mais recente filme de Aki Kaurismäki, “O Outro Lado da Esperança”. Premiado na última edição do prestigiado Festival de Berlim, o filme acompanha duas histórias que, por um acaso, se intersectam. A primeira é a de Khaled, um jovem refugiado sírio que perdeu praticamente toda a sua família. Quase por acidente, ele chega a Helsínquia como passageiro clandestino à procura de asilo. Wikström, o outro protagonista, é um antigo vendedor que muda a sua vida e se torna jogador de póquer. Com o dinheiro que ganha, compra um restaurante sem viabilidade numa rua obscura da mesma cidade.

Esta sessão está integrada na secção Da Curta À Longa, que acompanha o percurso de cineastas que passaram pelo festival, apresentando as suas longas-metragens. Ainda no sábado, será exibido “Certain Woman”, o novo trabalho de Kelly Reichardt, autora In Focus do Curtas Vila do Conde em 2014. O filme é uma digressão pelas histórias de três mulheres – protagonizadas por Michelle Williams, Kristen Stewart e Laura Dern – que se cruzam em pequenas cidades da América, mostrando as imperfeições subtis da sua existência. No dia seguinte, domingo, esta secção do festival apresenta mais duas longas: “24 Frames”, o filme póstumo de Abbas Kiarostami, em antestreia nacional, e “Mariphasa”, de Sandro Aguilar, em estreia mundial.

Também no primeiro dia do Curtas Vila do Conde, o filme “Gru – O Maldisposto 3” abre, às 15:30, o Curtinhas, a secção dedicada a crianças e jovens. Para além do filme de abertura, este mini-festival dentro do próprio festival vai contar com uma competição de curtas-metragens, vários ateliers e um espaço infantil onde as crianças podem realizar atividades ligadas ao cinema enquanto os pais assistem às sessões.

Na celebração das suas 25 edições, o Curtas Vila do Conde convidou 25 personalidades a escolherem o seu filme preferido visto no festival. Esta extensa carta branca, dividida em várias sessões ao longo da semana, vai apresentar obras de cineastas como Manoel de Oliveira, Federico Fellini, Jean-Luc Godard, Tim Burton, Maya Deren, Artavazd Pelechian, Chris Marker, Hal Hartley, Miguel Gomes, Matthias Müller, Man Ray, Gus Van Sant e João Pedro Rodrigues. A primeira sessão exibe, às 21:45, “Corpo e Meio” de Sandro Aguilar e “Bicicleta” de Luís Vieira Campos.

A terminar o programa do primeiro dia do Curtas Vila do Conde, a Atlantic Coast Ochestra – um projeto inovador composto por jovens músicos conduzidos pelo maestro Luis Miguel Clemente – apresenta, pela primeira vez em Portugal, uma banda sonora original composta por Andrew E. Simpson para o clássico mudo de Buster Keaton, “The General” (Pamplinas Maquinista), exibido em simultâneo. A comédia, inspirada num acontecimento verídico, acompanha Johnny Gray (Buster Keaton) durante a Guerra Civil Americana, um maquinista com duas paixões: a sua noiva Annabelle Lee (Marion Mack) e o seu comboio, O General. Depois de ter sido rejeitado para combater na guerra, por ser considerado mais valioso como maquinista, Johnny Gray começa a ser visto como cobarde por Annabelle. Decidido a provar o contrário, Johnny mostra que é corajoso perseguindo sozinho um bando de espiões que roubaram o seu comboio, O General, onde seguia Annabelle.

A Solar – Galeria de Arte Cinemática, um dos espaços do festival, inaugura, no mesmo dia às 17:00, “Terra”, uma exposição coletiva da nova geração de autores portugueses: Gabriel Abrantes (em colaboração com Ben Rivers), Priscila Fernandes, Pedro Neves Marques, Joana Pimenta, Lúcia Prancha, Francisco Queimadela e Mariana Caló. A exposição, que fica patente até 17 de setembro, terá um horário alargado durante o festival: das 14:00 às 23:00.

O 25º Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema, que decorre entre 8 e 16 de julho, tem o apoio da Câmara Municipal de Vila do Conde, do Ministério da Cultura, do Instituto do Cinema e Audiovisual, do programa MEDIA/Europa Criativa e de vários parceiros imprescindíveis à realização do festival, incluindo a Acción Cultural Española (AC/E) que apoia a forte presença de Espanha no Curtas Vila do Conde.

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X