Está aqui!
Home > Música > Concertos > Blind Zero primem o “Trigger” pela última vez

Blind Zero primem o “Trigger” pela última vez

Blind Zero
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Os Blind Zero comemoraram os 20 anos de lançamento do seu primeiro disco, “Trigger”, com um concerto especial na Casa da Música (Porto), esta sexta-feira, dia 29 de janeiro.

Foi por volta das 23h desta sexta-feira que os Blind Zero tomaram de assalto a sala 2 da Casa da Música, dando início ao concerto com o mesmo alinhamento daquele que foi o disco que lançou a banda: “Into the Mystic“.

Trigger” fora gravado ali bem pertinho, nos estúdios Poltergeist, situados na Rua da Boavista, o que dava outro encanto, que justificava o porquê do concerto da comemoração das duas décadas de vida do disco ser feita na Casa da Música.

Com uma plateia recheada de várias gerações, continuávamos em 1995, ano em que o álbum foi lançado e ouviu-se “Big Brother“, “Nowhere“, “No Soul” e “Woman“. Todo o rock que possuía Miguel Guedes, vocalista, assim como os restantes membros da banda, estava espalhado pelo público, que sabia as canções de fio a pavio.

Abastecidos deste rock tão característico, o espetáculo continuou mas desta vez com um convidado especial, Mário Benvindo, que acompanhou os amigos e colegas em “Keeping in Wonder“. Numa enorme cumplicidade, a “reunião de família” ainda ia a meio.

Estavam todos com os olhos postos no palco. Era, de facto, difícil descolar daquele espetáculo simplista, sem grandes adornos, mas repleto de adrenalina, entusiasmo e muito boa música.

Agora estava na altura de pôr o “gatilho” em stand by e avançarmos um pouco no tempo. Fomos até 1997 com “Skull”, canção integrante de “Redcoast“, o segundo disco de estúdio daquela que foi a primeira banda de rock portuguesa a cantar em inglês a arrecadar um disco de ouro.

O brilho nos olhos dos fãs foi notório quando soaram os primeiros acordes de “Shine On“, parte integrante de “The Night Before and a New Day” (2005), seguida de “Amen” e eis que Marco Nunes volta aos palcos com os Blind Zero, para umas boas guitarradas em “Heart of Mine” e “My House“.

O espetáculo já estava mais ou menos a meio e o público ainda não mostrava sinais de cansaço, nem mesmo algumas das crianças que pulavam e dançavam com os adultos que estavam a acompanhar.

Slow Time Love“, “Back to the Fire“, “Wake Up (Gloria)” e “Maniac“, foram as canções escolhidas para fechar esta primeira parte do concerto, sempre acompanhadas de grandes ovações.

O espetáculo estava na reta final e para a primeira parte do encore ficaram guardados “Water” e “More Than Ever”.

Sendo este um acontecimento especial, afinal de contas celebra não só o lançamento de um disco como o nascer de uma das bandas que mais influência teve no panorama musical, tinham que ser relembrados “Snow Girl“, “Recognize” e como uma espécie de mensagem, de como quem diz “continuem aí porque nós vamos dar notícias em breve”, ouviu-se “Keep on Rockin’in the Free World“.

Com duas bombas de gasolina, uma em cada lado do palco, os Blind Zero abasteceram os presentes com uma “rockalhada” potente, deixando todos a pingar, a desejar, a querer mais e mais. Com uma energia inesgotável, a Casa da Música, tornou-se mesmo num meteorito: o meteorito “Trigger” que abanou e abalou com todos os presentes.

“Trigger” vai sempre deixar saudades aos fãs, quer para aqueles que o ouviram nesta noite pela primeira vez, quer para aqueles que cresceram a ouvi-lo e a acompanhar o percurso dos Blind Zero.

Comentários
Top

Este site utiliza cookies próprios e da Google para personalizar conteúdo e anúncios, funcionalidades de redes sociais e análise de tráfego. A informação contida nestes cookies pode ser partilhada com os nossos parceiros fornecedores das funcionalidades descritas atrás. Ao navegar neste site, estará a consentir a utilização destes cookies. Saiba mais sobre o uso de cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

X